Chat da Rádio Municipalista Brasil

sábado, 14 de maio de 2011

Perdoem-me

Perdoem-me,pelas minhas faltas,minhas ausencias ou mesmo por minha elouquencia.
Perdoem-me pela minha ilusão,de poder amar,isso é coisa do coração.
Perdoem-me ainda,por escrever uma historia linda,que não sei o final.
Perdoem-me por ser este humilde poeta,carregando um amor real.
Perdoem-me queridos amigos,minha excessiva emoção,mas algo sangra meu coração.
Perdoem-me pela tristeza que sinto nesta noite,onde o frio me bate como açoite.
Perdoem-me pela coisa estranha que sinto agora,desde que a muza foi embora.
Perdoem-me pela escrita fria e sem muita alegria,mas tiraram minha meu motivo.
Perdoem-me pela coragem de dizer ,nem sei se vale a pena continuar vivo.
Perdoem-me pelo estado down como estou,mas afinal quem nunca amou?
Enfim perdoem-me

Um comentário:

leyde . m disse...

pordoe me por nao ter talento, para fazer um comentario que possa trazer alento:
poesia linda!!! parabens...