Chat da Rádio Municipalista Brasil

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Anja

Eu queria poder escrever bem no alto,no espaço que meu dia só se inicia,quando recebo seu abraço.
Queria dizer ao mundo,que nem ao menos um segundo esqueço o brilho de seu olhar. Se não sinto seu beijo,não interessa nada que vejo,nem o sol,nem o mar.
Quero te falar ao ouvido,que tudo que tenho sentido quando penso em você,ao passar dos longos dias só me faz com alegria,criar mil e uma fantasias para a noite acontecer.
Esse sentimento,tão vibrante aqui dentro,cresce a cada momento desde que te conheci.
Seu cuidado,seu carinho,me faz sentir um passarinho,um alegre Bem-te-ví.
Ou será um canarinho de canto suave e encantador,porque canta com amor,na magia de seu ninho? Pode ser,importante é que eu a amo..
Te amo anja amada,tu serás sempre adorada, nesta e em todas as estadas de outras moradas.
Sei que tenho descuidado,e nem sequer merecido,seu amor desapegado,amor tão engrandecido,dificilmente encontrado por este mundo perdido.
Estou retomando a vida um tanto quanto esquecida,sem a atenção merecida,mas que descobri ainda em tempo de a ver tão linda.
Sejamos felizes querida.

Não olhes para trás. Não interessa mais os percalços a nós colocados. Me dê a mão com ternura,vivamos juntos a aventura de amar e ser amado.
Ah Anja ! Abra suas lindas asas,retorne a nossa casa. Ela e o cão te esperam. O cão de raça que parece uma fera de caça,que chamas de nenêm..
Ah! Tem aquela vira-latas,pronta para te dar as patas e também dizer te quero bem.


Celio Rheis

Nenhum comentário: