Chat da Rádio Municipalista Brasil

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Minha Princesa

Minha princesa, ontem fui ao castelo, como sempre você estava enclausurada em sua torre,vi a espreita o dragão,como a me esperar para o combate no portão.
Conversei com alguns vassalos no jardim,falamos de rosas e perfumes dos jasmins,mas não deixei escapar minha intenção,minha fúria interior pelo dragão e por você a retumbar meu coração.
Não houve o combate referido, mas meu coração tão dolorido,está como se tivesse sido atingido,pelo fogo das narinas incandescidas.
Não lutei fisicamente minha amada,pois pensei que poderia ficar magoada, sei bem que tem apreço pela fera indomada.
Em algum momento acredito,teremos a nossa liberdade, e o nosso amor tão bonito,existirá com toda serenidade,sem dragões,sem torres,só o horizontes surgirá de trás dos montes,nos trazendo a felicidade.
Ah! Princesa,por vezes eu mergulho na memória,lembro de cada instante de nossa historia,isso me alimenta,me deixa mais forte e aumenta minha fé,consigo assim me manter em pé,para buscar no momento de vitória.

2 comentários:

Anônimo disse...

muito linda essa poesia

patuska disse...

Que doce.....
M fez sentir como a princesa presa no castelo.....rsrsr
Desnecessario dizer o q achei...rsrsr