Chat da Rádio Municipalista Brasil

Rádio Municipalista Brasil

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Econtro..

Quando te vi chegar tão sutil em minha vida,não imaginei na hora ser um alma tão querida.
Foi conquistando terreno ocupando seu espaço,como se sempre fosse dona do meu ser,dos meus abraços.
Eu,tão quieto estava ,como presa inocente,quando me dei por mim,já era seu completamente.
Minha vida,neste mundo,só passou a existir,quando vejo a luz dos seus olhos,quando te vejo sorrir.
Desde os mundos remotos,atlantida,egito astekas ou maias,nossas almas entrelaçadas,uma não deixa que a outra caia.
Caminhamos por lugares,estranhos a nossa compreensão,mas levando sempre um grande amor,ocupando o coração.
Por isso minha cara agora já consciente,entendo perfeitamente ,o que aconte com a gente,é só um reencontro,retomando uma história pungente,vindo mudar seu curso nesta etapa recente.
Pode parecer estranho as linguas faladas agora,mas nós falamos a mesma lingua, que já falamos outrora.
A linguagem dos céus,a lingua sideral,nós falamos o amor,amor universal,cura para toda doença,remedio para todo mal.
A minha felicidade,hoje é ver a lua,sentado a seu lado sentindo a áura sua,quando estamos juntos ate sua voz me acalma isso é encontro de espiritos, é entrelaçamento de almas.
Isso é para voce minha Deusa.

CelioRheis 28/10/2011-inicio de tudo

4 comentários:

Isabelsouza disse...

Que coisa linda..... pura magia!!!

Marilena disse...

Achei lindissimas as palavras.
Gostei muito. Te liguei 2 xs, caiu na caixa postal.
Obrigada por tudo, beijos

Rayo Lunnar disse...

DESTINO

Nem mesmo tempo foi capaz de desatar os laços que prendem as nossas almas,
Te escrevo um canto com linguagem dos céus, dos anjos, das águas claras e calmas,
Onde e em qualquer lugar que estive nesse mundo de meu Deus,
Os seus desejos mais ocultos sempre estiveram ligados aos meus,
Sempre soube de você, o vento, o sol e a chuva,
Me trazem notícias suas,
Sempre quando me apanho afogada em poeira e esquecimento,lembro-me do juramento,
Que um dia fiz na presença divina,
Te sinto, te amo te quero ,ô se te quero, acima de tudo te venero,
Vou andando como fera em silêncio sem rumo atrás do meu destino, com cautela pra não causar desatinos, nas vidas a que estou envolvida,e não ser atropelada por elas, através do sol,
Te vejo,e te desejo no vento sinto o teu cheiro, mas tu tens o teu caminho e não podes fugir.
Os dias se passam vagarosamente sem ti,
As noites se alongam e se arrastam sem ti, sem o teu amor, sem teus beijos, sem o teu abraço, só me resta sonhar,
Ah se eu fosse livre e tivesse asas como os pássaros, eu estaria ao teu lado amor, me vejo encurralada em uns braços que não me deixam mover, não me deixam viver,
Te desejo e me desejas mas estamos aprisionados pelos os nossos caminhos
Em busca da evolução,sabes meu anjo?Somos almas afins,um dia nessa ou em outras vidas nos encontraremos novamente e nos amaremos como os querubins!!!

Beth Vianna.

patuska disse...

Meu poeta....(posso t chamar assim?), tu emocionas, toca fundo, reabre portas, reacende chamas....
O q dizer??? As palavras não comportam tamanha emoção.....
Ameii!!!!