Chat da Rádio Municipalista Brasil

Rádio Municipalista Brasil

domingo, 6 de novembro de 2011

Desafio do amor

Quero aqui neste momento te lançar um desafio,de agitar as ondas do mar,revoltar as aguas dos rios,pegue sua lança,seu escudo e adentre a arena,será batalha do amor,minha maravilhosa pequena.
Venha rasgue meu peito,pegue o meu coração,que eu te aprisiono a alma,na palma da minha mão,não esqueço a ultima luta,voce com tom zombeteiro,vinha passando o escudo bem na cara do guerreiro,só porque ele estava cansado, pelo combate primeiro.
Esta nossa contenda,proxima a se dar,será uma ecatombe,no prisma do querer e amar,detruiremos todos os medos,todas as barreiras enfim,vou conquistar de vez, seu amor todo para mim.
Venha minha Deusa,traga todo seu poder,vamos lutar bravamente como quem só quer querer,o amor será o troféu, que iremos conquistar,e tambem será a arma com a qual vamos lutar.
Venha meu amor,se arme ate os dentes,de amor,de carinho, de uma paixão ardente,que esta batalha será, decisiva para a gente,vamos selar nosso amor,nos amando loucamente,nos prometendo assim, nos amar eternamente.
Vai encarar?Ou vai se acovardar?Me desafiou,eu topei,fui ao seu campo e lutei,venha e me prove,que não foi em vão que te amei.
Venha,diga que pode me fazer sempre feliz,me mostre que estou certo,que te quero e sempre me quis

Celio Rheis 06/11/2011 10:28

3 comentários:

patuska disse...

Vc eh simplesmente surpreendente!!!!
Tens a habilidade de m colocar em combate....
Maravilhoso!!!! Amei!!!

MARES disse...

Desafio adiado pois se queres duelar uma senha vais ter que me dar.
ou aqui a contenda vai se encerrar.
Sairei da arena com lagrimas no olhar .

MARES disse...

""AMOR E DESAFIO""

Eis me aqui meu doce amor.
na peleja me lancei o desafio
eu aceitei,queres me amar ?ou me aprisionar?
Não zonbei do guerreiro so o achei sorrateiro um tanto quanto matreiro sem se revelar por inteiro.
Na contenda do amor estarei é com sabedoria lutarei se queres meu coração emtão te darei .
A batalha se inicia ao chão se vai as barreiras os medos e explodirá a força de uma paixão.
No alforge coloquei as armas que
pra ti guardei amor ,carinho, desejo é sedução, agora meu guerreiro estou armada com a forçado coração.
Encarar? jamais fugiria da arte de te amar ,meus olhos estão fixos em teu olhar.
Acovardar? jamais pois essa contenda vou lutar,para o amor eternizar não te desafiei eu apenas te amei ,meu amor eu te entreguei .
Achas que me amou em vão?
Que pena ,que zonba de minha paixão.
Nada tenho a revelar so lhe falo de amor da arte de amar de minha paixão que eu guardei pra te dar.