Chat da Rádio Municipalista Brasil

sábado, 31 de dezembro de 2011

Seu cigano chegou....

Quantos braços me abraçaram,quantos corpos abracei,mas depois na solidão quantas lagrimas chorei,quantas bocas disseram te amo,mas só a ti eu amei.
Quantas noites maldormidas ou em claro passadas,quantas horas vendo a lua,quantas estrelas contadas,quantos dias perambulando,ou jogado nas calçadas...Veja o restante no livro "O Amor em Poesias"
http://www.clubedeautores.com.br/book/121285--O_Amor_em_Poesias


CelioRheis 31/12/2011-15:20

Um comentário:

MARES disse...

"NÃO IMPORTA"

Não importa quantos braços te abraçãram,e nen quantos abraçou so me importo com as lagrimas que de seu rosto rolou.
Peço perdão por sua jornada´por não poder te acolher nas perdidas calcadas.
Peço perdão pelas taças entornadas,por fugir amedrontada,
tantas vidas tu viveste tantas eras tu sofreste.
Sua mão eu segurei e nunca mais soltarei pos ali jaz meu amor em seu lento topor,agonizo em minha dor,um juramento eu fiz de encontra-lo onde for.
Não se martirize meu amor,com tudo que passamos pois nos só ganhamos,agora tudo passou teremos de volta toda nossa paixão.
A era que passou ,os braços em que me buscou,as lagrimas que derramou ,foi apenas a escada de um amor que no tempo esperou.
Que os ceus protegeu ,a matriarca acolheu e pra nos devolveu.