Chat da Rádio Municipalista Brasil

sábado, 24 de setembro de 2011

E o sol nasceu

O sol nasceu,mesmo que a noite tenha sido de pesadelos,que seus medos tenham te assolado,enfim o sol nasceu e não temas a proxima noite ela passará e novamente o sol nascerá.

O sol nasceu,mesmo que voce tenha dormido na esperança de não mais acordar,querendo fugir da luta do dia a dia,levante e se prepare, pois o sol nasceu e a luta te espera.

O sol nasceu, mesmo que á sua frente pela janela veja chuva e nuvens ofuscando os raios,mesmo assim voce pode sentir que o sol nasceu e mesmo que continue chovendo ate que a noite caia,o sol nascerá novamente.

O sol nasceu,mesmo que em seu peito bata um coração cheio de desilusão,por ter perdido um amor,pense agora que o mundo acabou,não se preocupe,o sol nascerá cada dia a cicatrizará sua ferida.

O sol nasceu quente porem terno,te aquecendo de verão a inverno,rafirmando sua existencia,te dizendo que voce é eterno,esta em plena adolescencia,tembem para isso o sol nasceu.

domingo, 18 de setembro de 2011

Não prometo a lua

Eu não te prometo a lua,porque seria mentiroso,não tenho humanamente condições de cumprir uma promessa assim.

Não te ofereço a luz do sol porque não tenho como manipular,ela não tem foco,nem interuptor.

Não prometo a maralhosa briza do mar,porque tambem ela tão livre e não tem como a obter.

Porem eu ofereço meu braço,meu abraço,minha mão meu coração,minha companhia minha proteção.

Para juntos sentir a briza do mar,nos aquecer a luz do sol,te falar poesias ao ouvido sob a luz da lua,falar de amor,andar de maãos dadas á beira mar.

Só isso posso oferecer e só isso eu espero receber

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

A distancia

A distancia,as memorias,as lembranças, as historias,são a luz do meu caminho,neste momento sozinho.
Os momentos de amor,de amizade e carinho,povoam minha mente,me fazem viver em fim,mesmo distante de ti e voce distante de mim.
Ando devagar pelas ruas,sentindo a falta sua,como um lobo uivando para a lua,coração explodindo no peito,gritando que não tem jeito,voltar é realmente preciso,ou perco o juíso.
Ah! minha amada angelical, do nosso sul cardeal,que faço sem seu calor sem igual,seu carinho,sua atenção,seu amor,seu coração.
Triste é a vida, agora sem nossa vida em comum,nos fazíamos dois seres em um,com pensamentos e sentimentos,corações em batimentos,unidos no amor,em comum contentamento.
Que vida sem graça,que sem sentido se passa,como viver por viver,como sentir sem sentir,essa é a vida de agora,resultado da vida de outrora,resultando a do porvir.
Meu bem,meu amor,minha vida sem sentido agora esta ao seu dispor,ainda que a distancia,tenho a nitida esperança de reviver esse amor

domingo, 11 de setembro de 2011

Logo voltarei

Peço desculpas por minha usencia,mas prometo que em poucos dias voltarei a poostar,estou em processo de mudança,Deus abençoe a todos

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Quando o mundo desaba

Quando o mundo desaba,quando a estrada acaba, parece ter a vida finda.
Mas depois da noite vem o dia,com novas fantasias,mostrando que a vida é linda.
Se voce se sente assim,imaginando ser o fim,levante a cabeça amigo.
Tens todo um universo,cantado em prosa e verso,caminhando contigo.
Veja o sol brilhando novamente,passarinhos voando contentes,para enfeitar seu viver.
O mar balançando o barco,o arco-iris em arco,desde cedo ao anoitecer.
Enfim a vida rigogiza,sinta a suave brisa,que toca de leve seu rosto.
Esqueça a tristeza de ontem,olhe firme o horizonte,deixe para trás o desgosto.
Pegue não mão do seu anjo,despoje de qualquer desarranjo,viva a vida com amor.
lembre-se que somos criaturas,criadas sem agruras,por um pai,um criador.
Ainda que seja dura,esta labuta que dura,não desanime,meu irmão.
Se precisar de suporte,não se valendo da sorte,tome aqui minha mão.

CelioRheis