Chat da Rádio Municipalista Brasil

Rádio Municipalista Brasil

sábado, 26 de maio de 2012

Bombas nucleares ou soar de trombetas

Porque tanta aflição?Porque chora coração?Es culpado pela emoção,pela espera no portão porque inventou a paixão?
Sabemos que ela volta,porque tanta revolta,vamos relaxar?Ela sabe que a amamos,virá na hora certa,enfim na hora de amar.
Dizem que devemos,manter a gaiola aberta,todo poeta busca a musa ,toda musa busca o poeta,repito ainda que tão aflito ela virá,na certa.
Quando o amor grita mais alto,explode dentro do peito, você sabe não tem jeito se entregar é preciso,mesmo que esse amor nos faça perder o juízo.
Dói  eu sei essa angustia,desespero de instante,dilacera nosso âmago,oh! pobre coração de amante,mas sei também que com furor iremos fazer amor em um transe delirante.
Ao chegar sedenta,com olhos  de menina,predadora felina me lançar  a sua chama,nem ousarei retrucar só a saberei amar lançando-nos a cama.
Dia, noite, minuto ou mesmo hora,se chego ou vou embora,nada mais faz sentido,só sei flutuar no espaço,envolvido em seus braços,ao ter seu mel bebido.
A  angustia?Onde existia?só conheço alegria  causada pela magia de sua maravilhosa silhueta,sons estranhos ouviremos  serão bombas nucleares?Ou soar de trombetas?

Celio Rheis

Nenhum comentário: