Chat da Rádio Municipalista Brasil

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Quando disse te amo...

Quando disse te amo,você acho estranho,acho que nem acreditou,mas não falava com a boca,foi meu coração quem gritou. Eu falava com a alma,com o âmago de meu ser,mas faltou sensibilidade para você compreender,não brincava com palavras ou paixão de momento,eu apenas extravasava acumulo de sentimentos. Hoje eu amo mais ainda,minha alma está numa boa,só não amo mais a você e sim a outra pessoa,alguém que eu acreditava ter encontrado em você,que bom que me rejeitou,me deixou para minha amada me ver. Minha menina mulher preencheu todos os vazios,deixados por tsunamis de corações arredios,superou todos meus traumas de amores desencontrados,acalentou meu espirito e meu coração machucado. Hoje há vida em meu ser,há amor em coração,não sou mais aquele mendigo do amor e da paixão,para você que amei, não entendeu este sonhador,desejo felicidades e que encontres o amor. Celio Rheis