Chat da Rádio Municipalista Brasil

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Nos salões de minha mente

Nos salões de minha mente,nos confins do meu interior,bailam meninos e meninas,refulgurando o amor. Nas telas que projetei,muitos vultos esvoaçante,atores e atrizes ou serão belos amantes. Nos sonhos eternizados,fantasias ou verdades,rasgando-se e se recompondo,construindo a realidade. Descortinam-se palcos brilhantes,girantes ou estacionados,onde se esbaldam amantes de amor extasiados. É assim a cabeça de um louco...um louco como eu,que se encontrou de amor e nunca mais se perdeu. É assim que que resurge enfim a pulsante poesia,revestida de paixão incandescente magia,que pode virar canção se somada a melodia. Nesta cabeça maluca,esconde-se um infinito,cheio de labirintos ou recõnditos bonitos,pode achar estranho,pode achar esquisito,quem não conhece cabeças que vivem em silencio,assim sufocando gritos. É isso ai, coisas do passado,do futuro e do presente,são maluquices sadias,são coisas de minha mente. Celio Rheis

Um comentário:

Claudinha Santos disse...

amor que lindo amei bjssss mil te amoooooo