Chat da Rádio Municipalista Brasil

sábado, 4 de julho de 2015

Programa Viva o Amor

O programa Viva o Amor está cheio de músicas diferentes e românticas hoje a partir das 20 horas na Rádio Araucárias,venha participar do chat conosco e ouvir músicas a melhor qualidade. Neste momento está no auto DJ mas já com musicas gostosas e o chat aberto. www.radioaraucarias.com.br Em breve teremos o programa Madrugada sertaneja com músicas só de de primeira daquelas que nosso pais e avós ouviam a pura música sertaneja. Possivelmente começaremos hoje este novo programa a partir da meia noite

terça-feira, 16 de junho de 2015

Talvez eu não acorde amanhã...

Talvez meus olhos carnais não consigam ver o alvorecer. Os meus sentidos olfatais não sintam mais o cheiro da flor. Mas onde eu estiver em meu etéreo estado de ser. Estarei te admirando de emanando amor. Talvez eu não possa mais amanhã dizer eu te amo aos seus ouvidos. Não consiga sentir ao tatear ou calor e delicadeza de sua pele linda. Mas absolutamente estarei vendo as cenas em que te faço perder os sentidos. Estarei como o seu perfume em meu corpo e sentirei todo seu amor ainda. Talvez as estrelas dancem para anunciar meu regresso ao firmamento,ao minha casa sideral. O sol aumente seu brilho em homenagem a este humilde filho dos céus. Mas o próprio infinito estará testemunhando nosso amor eterno,amor transcendental. As nuvens com o suave colorido alvo emplumado,me fará lembrar de seus doces beijos de mel. Talvez eu realmente não mais exista neste planeta amanhã,mês que vem ou próximo ano. Mas tu será testemunha do amor que sempre habitou meu coração. Minhas obras ficaram assinadas com sangue,lágrimas e suor dizendo se fiz ou não jus á alcunha Poeta do Amor. Celio Rheis

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Falando de Jacarei

Falando de Jacarei é o novo programa da Rádio Araucárias que irá ao ar das 12:00 as 13:00 hs. Será um programa com músicas variadas e noticias de jacarei para o mundo e do mundo para Jacarei, Neste programa terá voz e vez qualquer pessoa ou organização que tenha algo sério para compartilhar com o público em geral. Com inicio hoje 15/06/2015 acesse www.radioaraucarias.com.br

Viva o Amor

A primeira emissão do programa Viva o Amor na Rádio Araucárias foi um sucesso das 20:00 até as 00 horas ontem no domingo 14/06/2016 e continuará sendo emitido neste mesmo horário todos os domingos. Com músicas românticas e poesias ele tem a pretensão de ser o espaço dos românticos e apaixonados.

domingo, 14 de junho de 2015

Sucesso Viva o Amor

Nosso primeiro programa na rádio Araucárias está sendo sucesso até em outros continentes, estamos ao vivo agora até as 23 horas www.radioaraucarias.com.br

Hoje a noite de Viva o Amor a partir de 20:00 hs

Estamos preparando uma lista de musicas especiais para esta noite, será realmente a noite de Viva o Amor. Não perca em www.radioaraucarias.com.br.

Estaremos das 20:00 HS ás 24:00 no ar

Estaremos no ar a partir das 20 horas no ar ao vivo na rádio Araucárias com "Viva o Amor" Venha participar ouvir e conversar no chat conosco. www.radioaraucarias.com.br

Estamos sendo vistos até na Russia neste momento

Entrada Visualizações de página Brasil 68 Estados Unidos 54 Alemanha 15 República Tcheca 2 Indonésia 1 Rússia 1

Minha pátria

Minha pátria,é meu país glorioso,vencedores de inúmeros obstáculos, na trilha do crescimento e da evolução. Minha pátria que já foi escrava,escravizou,trabalha incansavelmente para ver rompido o ultimo grilhão. Minha pátria hoje governada por uma das mais valentes mulheres que este planeta já viu,orgulhos destes rincões embaixo do céu de anil. É a pátria mais despontada nestes tempos,que mais se humaniza,mais luta pela liberdade e pela igualdade,minha pátria é uma verdadeira nação. Minha pátria é minha casa,meu lar meu paraíso aqui posso encontrar tudo que preciso,me orgulho de ser filho deste colosso chamado Brasil. Não saio daqui nem que seja amarrado,não quero estar vendo esta pepita, estando do outro lado,quero ser também responsável quando este diamante enfim estiver lapidado. Minha pátria será a maior potencia que um dia já se viu,minha pátria se chama BRASIL. Celio Rheis

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Hoje eu acordei pensando...

Hoje acordei pensando...Pensando com a alma,com o coração. Pensei logo em escrever algo...Compor uma canção. Mas mudei de ideia mudei meu projeto do dia, resolvi sair com meu amor e curtir com alegria. Andar de mãos dadas,passear de metrô,comer uma comida simples mas momento especial,muito amor muito carinho,sensação celestial. Foi assim nosso dia,dia dos namorados,dos casais que se amam,dos casais apaixonados. Vivemos um dia gostoso,carro velho acabando o combustível,galão na mão posto de gasolina, mas foi gostoso,explodindo adrenalina. A noite começa,a música rola no ar,acabou-se ao dia mas não a vontade de amar. Não precisei caneta,nem teclado ou computador,escrevemos com a alma nossa canção o poesia de amor. Som,os cúmplices,somos co autores nesta composição,poesia,música,acho mesmo que é uma canção. Mas eu continuo pensando....Amando...Andando..Estudando...Te amando. Celio Rheis

domingo, 7 de junho de 2015

O Príncipe que se perdeu

O príncipe se perdeu...o sonho morreu e agora?Seu futuro escureceu? Ele chama em vão, seu pai,sua paixão, ninguém responde, que imensa solidão; É cedo, alvorada de uma era,a caravana não espera, só fica você e seu coração. Solta o peito em gritos faz ressoar no infinito ou pelas pradarias,o céu agora é sua meta, grande e jovem poeta, diga adeus á soberania. E agora soberano? És tu e este oceano, oh! Pomposo e eterno cigano, oceano de paixões, lindas ilusões, inúmeras recordações, comemorações?Sim a ultima ficara em sua memória, marcará sua história. Depois de muitas andanças, muitas vidas, muitas danças, tanta vida em pujança, muito palcos longe da vida cigana, eis que surge a caravana, será? A sua caravana? Você grita, ate o seu lenço abana, mas ninguém te ouve na caravana. Não tema, um dia acabarão seus problemas, sua angustia, sua luta interior,pois encontrará sua gente e também seu amor e poderá gritar,festejar, ei gente sou eu, o príncipe que se perdeu, não sou mais soberano, mas sou eu, demorei, mas acho que cheguei na hora certa, não sou mais príncipe, mas sou ainda poeta. Celio Rheis 07/01/2012-12:44 repostagem 07/06/2015

Se é o mal que quer...

Esvazie a sala de aula,desestimule os alunos a frequentar a escola,direcione ele para as baladas,as rodinhas de funk,de bebedeiras,de consumo de drogas. É isso que os governos querem,os traficantes,a parte podre da policia,todos estes agradecem,vamos professor,lave suas mãos,afinal você não tem culpa da falta de educação recebida em família,aliás que família?Mas enfim a culpa não é sua. Faça o jogo dos donos dos podres poderes,dê chance ao mal para proliferar,é isso que eles querem e aplaudem a cada atitude sua neste sentido. Celio Rheis

Sozinho na multidão

Sozinho na multidão,quantos não sentem assim?Sem amor no coração,caídos na solidão. Será culpa dos outros?Será realmente o fim? São becos psicóticos?São ciladas de nossas mentes?Ou apenas serão fazes que passam de-repente? Sozinho na multidão sem amparos ou muletas,sem coragem para caminhar prestes a ir para sarjeta,é um passo para o fim ou um passo para loucura,esquecemos momentos suaves,esquecemos toda candura. É gente, se entrapeando, é gente virando restos, pensam porque será que não amo,pra que enfim será que presto? É gente lotando praças, gente nos sanatórios será um longo castigo?Ou é tudo transitório?Meu Deus porque será,que existe solidão em meio a tanta gente,sozinho na multidão? Celio Rheis

Sem pastores..sem Lideres

Falar de Deus é falar de amor,falar em deuses ou deusas é criar confusão mental. Quem insiste em falar de deuses,brinca com o plano celestial. Não podemos falar por todos o que só nós imaginamos,nossas verdades são nossas,são frutos do que pensamos. Querer impor verdades,como se fossemos pastores,representantes de Deus,profundo conhecedores,precisaríamos primeiro conhecer a fundo o amor,termos procuração chancelada pelo nosso criador. Para nos lançarmos na busca da imensa e única verdade,é mister que nos façamos possuidores da humildade. Os filósofos,pensadores,que de suas vidas abrirão mão,em pesquisas,aprendizado para nos abrir um caminho,terão se ceifados em vão?Terão buscado sozinho?Porque não continuemos estas buscas com carinho? Sem nos apropriar porém de saberes inacabados,como se fossem pepitas de ouro não lapidado,seu brilho que seria de explendor,passa ser então deturpado. Vamos convidar á mesa de excelente banquete,todos os humildes que não vivem em palacetes,para beber da taça,que nos traz a harmonia,nos eleva,evolui,nos oferece sabedoria. Unamos,sem mestre,sem líderes,sem pastores ordenhando,mas nos sentindo felizes,eternamente nos amando. Celios Rheis

Voa Passarinho- um conto real

Este é nosso primeiro conto Voa passarinho é a história verdadeira de um garoto que passou por pedaços quase insuportáveis em sua vida. Passarinho era um menino que veio da roça para a capital paulista,já órfão de pai,era o caçula de três irmãos,sua irmã que já era adolescente e seu irmão uns oito anos mais velho que ele,portanto ele ainda nem sabia falar direito. Nem sabia direito que seu pai havia morrido,por vezes dizia:_mamãe vamos ver o pai no pikital/sua mãe apenas chorava pois não sabia como dizer que seu pai havia morrido. Passarinho e sua família foi morar nos fundos de um um quintal de casa de parentes,logo alguns anos depois com passarinho ainda pequeno veio morar em frente em um barraquinho,seu tio irmão de sua mãe,este tio era uma espécie de herói de sua mãe um protetor,eles se amavam. Mas eis que o dono do terreno o parente começou criar caso exigindo que mudassem ambos a mãe e o tio de passarinho,passarinho tinha vários primos filhos deste tio e se entendia com uns desentendia com outros,mas iam levando. Até que um dia chegou o dia D passarinho e sua família iria morar num barraco em uma favela,até bonitinha,terreno amplo,barraco bem feito que seu tio fez com ajuda de amigos,sairiam do jugo do "benfeitor"parente. Em breve seu tio também teria que arrumar um barraco para sua família na favela pois seria também despejado,era cruel tudo isso mas era assim. As dificuldades eram tantas de sua a mãe com os três filhos ainda em idade de não poder trabalhar quanto de seu tio que tinha bem mais filhos eram cinco e todos sem idade de trabalhar,mas com a ajuda e Deus iam levando,depois de algum tempo seu primo mais velho filho daquele tio,consegui um emprego temporário no escritório deste pastores missionários(ou seria mercenário) o nome iremos ocultar,mas dinheiro rolava solto ali,era pior que banco ou bingos que não haviam naquela época. Seu primo era auxiliar de tesouraria abria os envelopes de doação colocava em cima da mesa e um supervisor que a tudo via recolhia a cada tempo,eis que surgiu uma vaga para office boy neste local seu primo o indicou,ele ficou eufórico como meu primo é legal adoro este primo que maravilha. Mas foi ilusão,o entrevistador inventou um monte de perguntas que justificaram a não contratação,mais tarde pudemos constatar o verdadeiro motivo de negação era sua estatura. Passarinho era subdesenvolvido,depois disso ele ia procurar emprego tripudiavam dele,diziam aqui tinham emprego para homem apenas,ele foi ficando magoado entristecido pois precisava ajudar sua mãe e seus irmãos,depois de várias tentativas e tripudiação ele tomou uma decisão. Disse sou raquitido?Sou subdesenvolvido?Mas acho que um revolver eu aguento,foi o desvio de seu caminho,pegou uma arma e sosinho assaltou a própria empresa que o havia rejeitado para trabalhar,ai ele não parou mais,foram vários anos nesta vida. Ele não usava drogas em principio apenas roubava consciente,seu primo mais novo filho daquele seu tio,que aos dose anos praticava seu primeiro roubo passou a ser seu parceiro. Depois de alguns anos de parceria alemãozinho e passarinho, o segundo deixou a vida bandida foi trabalhar como caseiro em chácara e funcionário de uma grande empresa,foram cinco anos de trabalhador honesto de homem,pai de família. Mas certo dia sua mãe faleceu, passarinho que morava no litoral agora zelador de prédio de veraneio,veio ao velório e enterro da mãe. Ela foi enterrada no sábado,passarinho foi embora e morreu na segunda feira,talvez por chamado da mãe ou por profunda tristeza.neste momento passarinho deve estar voando,voa passarinho Celi Rheis

Uma história de amor...

Uma história de amor,não nasce assim do nada,apenas de um sorriso ou de uma pequena olhada. É com o tempo,com os momentos, com troca de carinho, uma soma de forças para trilhar os caminhos. Aquilo que nasce de instante é paixão é coisa de amantes,mas depois se for amor tudo se transforma na mais pura energia, tudo vira magia, cada instante cada dia. É claro que chegam os momentos duros onde o que é rosa parece virar espinhos mas tudo isso é passageiro e o amor permanecerá com muito carinho. Uma história de amor, é feita de pedaços assim como o castelo se constrói de tijolinho se for muito rápida a construção ser volátil será volúvel de irá com o vento,não haverá solidificada no coração. Celio Rheis

Até no Alaska

Neste momento somos vistos até no Alsaka Visualizações de página por país Gráfico dos países mais populares entre os visualizadores do blog Entrada Visualizações de página Estados Unidos 82 Brasil 73 Alemanha

Venha aparecer ao mundo em nossa rede

Voce poderá aparecer para a cidade de Jacarei,estado de São Paulo,para o Brasil América do Sul,Central e Do Norte,Europa,Ásia,África com sua imagem em nosso blog, www.poeta58.blogspot.com Nossa rádio Rádio Araucárias www.radioaraucárias.com.br Nosso jornal www.wikijornal.com/araucarias Entre e conheça nosso espaços e venha ser colaborador patrocinador com pequena quantia. contatos: celiorheis2016@gmail.com radioaraucarias@gmail.com celiorheis2012@gmail.com ou tel 55 12 982696255 Tim ou fixo 55 12 39655077 a noite após 23:00 hs Venha participar de nossa rede estará tambem em nossas páginas no Facebook

Nossa visualização neste momento

Visualizações de página por país Gráfico dos países mais populares entre os visualizadores do blog Entrada Visualizações de página Brasil 66 Estados Unidos 63 Alemanha 17

Rádio Araucárias

Ainda no auto DJ a Rádio Araucárias está repleta de boa músicas agora entre os grandes músicos podemos ouvir e curtir o maravilho Blue na voz de André Cambuzano o professor de artes da escola Verdinho. Venha prestigiar www.radioaraucarias.com.br e participar de nosso chat enquanto nos preparamos para programação ao vivo.

O conto

Eu queria escrever um conto,sob a ótica de uma criança,um conto de brincadeiras,de amor e de alegria. Um conto que falasse das mais lindas fantasias, de uma criança feliz que o sorriso reluzia. Um simplicidade natural, uma beleza nata, com cantar de passarinhos ou barulho de cascatas, de um kurumim fagueiro a perambular nas matas. Eu queria falar de mim ou qualquer outra criança que um dia nadou no riacho, caminhou por entre flores, brincou com os bichos silvestres,sem ódios e sem rancores. Que ouviu o som do silencio quando os pássaros se calavam ou brincava fazia festas quando estes então cantavam que perguntava a seu pai o que seria cidade, onde um dia mais tarde perderia a felicidade. Mas não posso apenas sonhar, viver de eterna ilusão nem maldizer a vida com toda a evolução é claro tropecei, cai por inúmeras vezes, senti o peso dos anos, senti grande e imensa dor, mas foi perambulando esta vida que conheci o amor. Talvez um dia eu conte, sim um conto diferente,um conto que fale de mim mas também de muita gente, as mulheres de minha vida, essas mulheres maravilha, mãe, irmãs, meus amores e minhas lindas e amadas filhas. Celio Rheis

sábado, 6 de junho de 2015

Conheça nossa loja

https://www.magazinevoce.com.br/magazinearaucarias/

O melhor afrodisíaco...

O melhor afrodisíaco que existe não é comprado em nenhuma loja comercial. Não está na bebida seja ela alcoólica o não. Não está em nenhum produto químico ou planta fenomenal. Não está em nenhuma cena, viagem encantada ou maluca situação. Não está na atividade física , na Yoga na prática de extravagancias. Não está no ritual de acasalamento ou especial alimentação. Não é apenas questão de querer,de pele,de suaves fragrâncias. O verdadeiro afrodisíaco nasce no fundo, bem no fundo do coração. É nele gerado e mantido com muito zelo e carinho. Neste músculo maravilhoso o sagrado e sublime reator. Como se fosse uma taça do mais delicioso vinho. O mais forte e poderoso afrodisíaco,O Amor. Celio Rheis

Quero te tatuar em minha alma..

Quero te tatuar em minha alma e minha cútis imortal. Te gravar em meu coração, de forma muito intensa. Te imprimir em minha mente de forma extrema real. Deixar claro meu amor e minha felicidade imensa. Quero te dar todas as rosas, mesmo que tenham espinhos. Quero roubar delas o perfume,para inebriar nosso momentos. não deixarei que te firam te enchendo de carinho. Deixar transbordar em "mio core" este enorme sentimento. Esta nossa história não haverá dia que represente. Ela é escrita em nossa memória, e no livro universal. Não seria um dia apenas,ou uma noite somente. Que iria então representar este amor transcendental. O caminho de nossas vidas forrado em vermelho gritante. Não é tapete,de pano ou qualquer outro decido. É de sangue em coração pulsante. Como o vinho envelhecido. Vou me embriagar esta noite,com o faço a muitas luas. Me deitar em sua relva, após delicioso cansaço. Depois das loucuras minhas e suas. Te aconchegar em meus braços. Vamos viver nesta noite como já vivemos em muitas vidas. A fogueira cigana ou a magia das fadas. Noite louca de pessoas queridas. Noite amante de duas pessoas amadas. Celio Rheis

domingo, 31 de maio de 2015

Rádio Araucarias

Se voce gosta de ouvir funk,sertanojo ou lixanejo,ouça as rádios comerciais ou assista as novelas daquele rede nojenta,mas se voce gosta de musica de qualidade.venha para rádio romântica da internet. www.radioaraucarias.com.br Venha participar do nosso chat e ouvir nossa programação ao vivo hoje apartir das 18:00

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Comunicação inteligente

Veja o novo sistema de comunicação da Telereis o TrPhone: Voce faz ligação de seu pc,seu tablet ou celular com internet ou ainda poderá ter um aparelho convencional de telefone para fazer suas ligações. para qualquer telefone fixo do Brasil ao preço de 18 centavos o minuto e celular de todo o Brasil a 75 centavos. E melhor para quem tiver outro ramal TrPhone a ligação é grátis em qualquer lugar do mundo que tenha internet banda larga. Para infirmação detalhada ligue 12 982696255 Tim 12988692147 oi Investir

Conheça nossa campanha

sexta-feira, 8 de maio de 2015

http://poetadoamorcygano.flogme.com.br

Já está de novo no ar o Flog do poetadoamor com poesias em áudio,acesseo link e ouça http://poetadoamorcygano.flogme.com.br

sábado, 25 de abril de 2015

A verdadeira história...

A verdadeira história não é aquela contada por livros oficiais,com mentiras transformadas em verdades para ludibriar,enganar a população. A verdadeira história não e´aquela contada nas escolas por professores que são obrigados a seguir um programa que vem de cima como se fosse verdade absoluta. A verdadeira história é escrita por seus verdadeiros autores com pás,picaretas,enxadas,machados,foices e outras ferramentas que os "historiadores"não sabem manusear,nem sequer sabem para que serve(a maioria deles),esta história verdadeira vão se transformando muitas vezes em folclore,ilusões,fantasias,contos. Hoje vemos pessoas com romantismo falando do fogão de lenha da vovó,do forno de barro,do pote de água deliciosa,mas muitas destas ignoram a luta daqueles que usavam o fogão de lenha,a lamparina,o pote que muito nem podiam ter,o pote era uma peça grande e não tão barata que não era qualquer um que podia comprar. O fogão de lenha era o que todos obrigatoriamente teriam,mas nem todos eram bonitinhos embaixo de um telhado com tons coloniais,muito os tinham embaixo de coberturas de sapé(espécie de capim),imaginem o risco destas pessoas com fogo embaixo de cobertura de capim,isso não é nada romântico,é trágico. Em que lugar dos livros de história está escrito sobre as vidas perdidas nas grandes como ponte Rio Niterói (onde diz-se que caíam operários dentro das colunas e os caminhões de concreto continuavam despejando em cima),onde está na história relatos das vidas ceifadas pelos grandes latifundiários(grileiros) e seus jagunços a bala para tomar os pequenos sítios que circundavam sua imensa gleba já roubada. Onde está escrito na história a versão do (indio)para o (descobrimento da América e do Brasil),onde setá a versão do negro sobre a escravidão?A perseguição dos judeus foi alardeada pelos quatro cantos do mundo eles conquistaram sua pátria e como fazem á milênios,(cagada),brigam guerreiam e massacram como que a se vingar de inocentes pelo que passaram e os negros,os indios terão seus mundos restabelecidos?História,ah!História. E os protestantes que tanto bradam contra a grande igreja,sabem que seus antecessores também foram inquisidores?E que trocavam favores com os membros da grande igreja a que eles tanto bradam? Estou cheio de histórias mentirosas Celio Rheis

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Palavras

Palavras bem ditas,palavra escondidas,palavras ecoadas,palavras proferidas,são palavras registradas,não podem ser jamais negadas. Palavras que não falamos,palavras que engolimos,palavras que nós guardamos em nosso secreto livro,são palavras negadas,não podem ser contestadas. Palavras que se somam,em frases ou mesmo versos,são palavras de um falador bradando ao universo,são ferramentas de um escritor,de um amante confesso. Palavras que se expressam,palavras escrita sem rasão podem ser palavras felinas que levam a solidão,podem ser palavras infelizes que destroem paixão. Mas palavras bem entendidas por serem palavras de amor,estas são sempre queridas pois amenizam a dor. Celio Rheis

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Onde somos visualizados agora

Visualizações de página por país Gráfico dos países mais populares entre os visualizadores do blog Entrada Visualizações de página China 28 Estados Unidos 26 Brasil 17 Alemanha 16 Rússia 5

domingo, 19 de abril de 2015

O lado de lá..e o lado de cá

O lado de lá é mistério,é glamour,é sonho é paraíso,é meu amor,é mon amour... O lado de lá e fantasia,pura ilusão,imaginação,é imensa magia... Ah!O lado de lá,são palavras faladas,quase sussurradas,inspirando o amor,é enfim poesia. E o lado de cá?Ah!O lado de cá,é mundo real,trabalho,estudo,coisa importante,coisa banal. É conversa seria,é filha, familia,é compreensão(quando há),é o dia a dia,é a vida afinal. É a televisão,é o computador,ora é amor,ora gritos,sussurros, é vida aos empurros. Este lado da gente,quente efervescente,ora amante caliente,ora tão displicentes,ora vida carente. Mas somos o que podemos somos o que sabemos,viver enfadados,mas somos amados,somos filhos de Alá. Este enfim é a vida por nós auferida,vida vivida neste lado de cá. Não temos a ilusão,nem imaginação,da magia do amor,de tanto esplendor alem do monitor. Mas ainda somos amados,eternos namorados,somos musa,poeta somos ambos do amor. Celio Rheis

segunda-feira, 6 de abril de 2015

O Conto

Era final de década qual era mesmo?Sei lá era uma dessas que Brasil jogaria no exterior,aquele meu amigo iria assisitir lá no páis sede e me disse que eu ficaria trabalando e responsável pela obra em seu escritório. Mas antes disso,aconteceu o maior conto de minha vida, o conto da empresa operadora de telefonia. Este amigo andava cabisbaixo,triste eu e seus empregados até andávamos preocupados pois ficava horas na janela de seu escritório em um andar dos mais altos daquele prédio de quase duas dezenas de andares. Alguns conjecturavam: _Pobre doutor,está tão triste,será que não vai cometer uma loucura?O medo era até que ele pulásse pela janela. Um dia ele se abriu comigo: Estou sendo traído,tenho certeza,mas preciso de uma prova será que é possível grampear seu celular?Respondi: _Pode ser,conheço pessoas que podem me dar esta resposta,me aguarde,vou verificar. Realmente como eu era metido nos meios de telecom conhcia muita gente da área,perguntem para um,para outro e derepente alguém disse olha conheço um cara que trabalha na operadora dela e faz este tipo de coisa.vou falar com ele e ele entra em contato. Estas pessoas nunca deixam seus contatos elas que entram quando lhe são favorável. Um dia meu celular tocou: Alo,atendi. _Eu sou o cara da operadora,o colega me disse que você precisa grampear o celular de uma pessoa. _Sim,eu disse,mas quanto você cobra? _Quero trezentos reais e tem que ser antecipado. Isso não é para mim,vou falar com meu amigo e te retorno. Não eu entro em contato com você sempre,amanhã nesta mesma hora eu ligo,ele exigiu. _Tudo bem,respondi e saí correndo ligar para meu amigo ele disse vem buscar o dinheiro e pode mandar fazer. Fui até o escritório e ele me deu quatrocentos,disse que os outrros cem seriam para mim,falei tudo bem mas não estou te cobrando nada(Dinheiro para este amigo não era problema),certa vez me deu mil reais de presentinho de natal. No dia seguinte o cara me ligou,me passou um numero de conta eu perguntei como seria feito o grampo. Ele me disse que precisava de uma linha física onde ele iria conectar uma esspécie de extensão do celular nela e tudo que fosse falado em ligações seria gravado por um gravador que nós deveríamos providenciar,especificações recomendadas por ele. Informei meu amigo sobre os passos ele disse faz tudo que precisar eu providencio o gavador e dois dias depois estávamos nós na casa de um vizinho que se propos a ceder uma linha telefõnica física dele,instalávamos o gravador e esperávamos as conversas. Mas neste interím o cara me ligou e perguntou qual era o fim daquela gravação. Respondi: _É que meu amigo desconfia de traição e quer comprovar. Ele disse:_Ei isso é para a gente ganhar dinheiro,vamos arrancar a grana deste cara. Respondi: Voce não me entendeu,ele é meu amigo,se é rico ou não é outra questão,não estou aqui para explorar,mas para judar um amigo,continua a fazer o que contratamos. Ele ainda argumentou: _Eu ganhei um carro zero de uma cara que queria uma serviço deste faz um mês. Respondi: _Podemos continuar como estamos? Sim ,dise ele contrariado,sua vontade era extorquir meu amigo dividindo comigo ou não. E ficamos ali naquela casa conforme ele orientou,mas nada de conversas para gravarmos ou ouvir,comecei a desconfiar que havíamos caídos no conto,que ele não havia feito nada. Uns três dias ou mais aquela angústia e nada,meu amigo ia lá a gente ia os três e até a mulher o visinho já estava envolvida naquela cena ouvindo e consternada com a sinceridade e sofrimento de meu amigo. Um dia eu liguei para emi amigo e ele disse: _Acabou ela entregou tudo,disse que está traindo tanto tempo,a pessoa e todos os detalhes. Eu deixei o queixo levantar de novo e perguntei mas como assim? _O cara da grampo ligou para ela e disse que estávamos gravando as conversas dela e tentou arrancar dinheiro dela tambem,ela pensou que tínhamos montes de fitas gravadas,até pediu as fitas depois de se confessar.Respondeu ele. Eu pensei que cara safado...mnas ele caiu no próprio conto,se grampeou o celular dela ou não,já não tem imporntãcia.afinal ele sem querer contribuiu. Meu amigo fez o que se deveria fazer com a esposa infiel segundo sua religião,não se matou como tínhamos preocupação,passou a se divertir como nunca até indo a copa,não sei que ano nem que país e acredito que viva feliz até hoje não sei se para sempre,afinal este não é um conto de fadas. Não temos mais contatos,mas eu o tenho ainda como meu amigo,esteja lá onde estiver seja lá qualtenha sido o motivo de nosso afastamento. Celio Rheis

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Saudade de algo...

A saudade mais bandida que nos explode o peito,pode não ser por algo que fizemos,mas por que não foi feito. Pode ser por um olhar,um pensamento secreto,um sorriso interessante de alguem um tanto dileto. Pode ser a vontade que se passou sem manifestar,uma vontade de ser feliz,uma vontade de amar. Pode ser saudade de uma amor escondido,sufocado,sem sequer ser conhecido pelo misterioso ser amado. Pode ser do silencio que estrangulou a garanta,passando dias meses até anos esta saudade não se espanta,não adianta. Oh!Só quem sente uma saudade destas assim tão bandida,sabe que sempre existirá situação mal resolvida,pedaço de tempo anulado sem que a vida seja vivida. É fato inconteste que a saudade maltrata,mas esta de que falo é a saudade mais ingrata,saudade do sorriso,saudade de quem sorriu,saudade que ficou de alguem que partiu. Sem no entanto imaginar que tal saudade existiu,quem sente saudade assim?Afinal quem a sentiu? Celio Rheis

domingo, 11 de janeiro de 2015

Que venha a morte,que se abra o portal.

Que venha a morte,que se abra o portal,que a vida entrego agora esta vida encarnada. Vida me que foi concedida,passagem que me foi dada,para fazer o melhor aqui nesta minha estada. Que venha a morte,que liberem minha volta,eu sei não é férias,nem descanso depois desta porta. É sim a minha chance,de rever todos os feitos soltar o que está no peito,chorar por uma vida torta. Ou receber as chave de portal superior,se levei uma vida de amor,sei eu soube dar valor. Eu vou de braços abertos coração aliviado,sei que muito pouco fis,mesmo assim vou feliz,por poder retornado. A vida que recebi,meu corpo íntegro entrego,por um tempo fui perdulário reconheço eu não nego. Mas eis-me aqui de regresso,pecador assumido confesso,mas fiel depositário,como recebi entrego. Meu corpo quase inteiro,meus olhos mantendo a visão,minha boca ainda fala está boa minha audição. Não mutilei meu corpo,não tatuei minha pele,consegui passar pela vida,com pouca alteração. Minha alma minha mente,o meu ser não sei avaliar,mas acho que aprendeu o que pode assimilar. Tão pequeno quanto cheguei retorno ao infinito,levando em meu silencio a retumbância de um grito. Lembrança dos prazeres,aroma de todas as flores,suavidade da prece e o sabor dos amores. Que venha enfim a morte,senhora de de nosso destino acolhedora de velhos,jovens adultos e meninos. Eu é chegada a hora,sinto a alma tocada,o meu corpo envelhecido,eu ouço o soar dos sinos. Medo?Não...Não tenho medo,mas um gostoso sentimento,talvez porque tenha vivido sem medo deste momento. Volto para casa,para o mundo espiritual,deixo tudo que aqui recebi,sem apego,com tranquilidade. Das pessoas que amo,sim sentirei saudades,mas nem sei o que poderei,o que me será permitido. Não adianta fazer promessas,garantir o que não conheço só posso dizer que onde estiver minha luz eu ofereço. Isso está aqui,dentro de mim em eu ser,é o que posso garantir,que irei oferecer. Enfim que venha a morte,que se abra o portal... Celio Rheis

sábado, 10 de janeiro de 2015

Assuma os comandos

Ei você que passa pela vida tão sem graça,vida tão despercebida,o que faz de sua vida?Será que este vivendo?Ou a cada minuto morrendo? Você que não vê o sol brilhar,mas quando a chuva cai,sabe reclamar, você que não lembra de sorrir,prefere se entristecer e muitas vezes chorar,esta desperdiçando a vida,faça-a brilhar. Levante,sorria ainda que não veja a magia,sorria e vai assim plasmar a alegria,sentirá que a vida é eterna fantasia,séculos e séculos você progrediu,porque em horas, dias você se retraiu?Levante recupere o tempo de vida que passou e você nem viu. Sabe aquele sonho?Aquela idéia escondida?Saia execute mostre que você esta no comando de sua vida, sabe a vida é como uma astronave, não que viaje o infinito espaço,mas o tempo,a trajetória de evolução,e os comandos deste veiculo estão todos em suas mãos. Seja alerta para não perder a direção,trace a rota de acordo com seu coração,ele é seu navegador e sua linguagem é o amor. Não se perca,nas armadilhas encontradas no caminho,seja amável,trate todos sua volta com amor e carinho,sentira vibrar o amor,a mais linda energia,viverá uma realidade temperada com magia. Vamos não passe pela vida,viva a vida,faça valer a vida. Celio Rheis

domingo, 4 de janeiro de 2015

Me empresta o piruzinho?

As coisas que me acontecem ás vezes parecem feitas por encomenda ou ensaiadas para me surpreender. Certa vez na cidade de Joinville SC quando eu fazia uma instalação de um sistema wi-fi na casa de uma cliente,descobri que não dava para instalar o aparelho no quarto dela como queria. Aṕos fazer todos os testes na tubulação,tentar com a guia passa-fio de um lado para outro constatei que só conseguiria entrar com o cabo de rede até a sala dela,ela achava que feria a estica de seu ambiente social. Mas quando ela percebia tanto esforço,eu disse: _ não vai dar para ir até o quarto só poderei deixar o aparelho aqui na sala. Ela me responde: _Pois agora.Não entendi a expressão,repeti:_Não vai dar para instalar no quarto. Ela repete:_Pois agora. Depois de umas três repetições desta frase,compreendi que "pois agora"na linguagem local deveria significar "fazer o que",desta forma me autorizando fazer o serviço como era possível. Ontem aqui na minha rua,uma vizinha olha para mi lá de seu portão que fica umas três casas abaixo e grita: _Voce tem um piruzinho ai para me emprestar? Pensei rápido,meu Deus e agora?O que é piruzinho?Tenho o não tenho? Antes mesmo de descobrir o que era o tal piruzinho,eu respondi com a cabeça negativamente,nem quis saber do que se tratava. Depois de algum tempo,foi que lembrei que já havia ouvido alguem falar isso,rebobinei a fita de meu cérebro e lembrei que piruzinho é carrinho de mão,carriola. É isso são expressões que fazem rica nossa lingua Portuguesa Brasileira,tenho certeza que por este nosso país continental,chamado Brasil existem inúmeras expressões diferente de um estado para outro. Assim com a erva de Santa Maria que conhecemos no sul e sudeste,lá para o nordeste e norte a chamam de mastruz,nome parecido com nosso mentruz que é uma planta totalmente diferente. Celio Rheis

sábado, 3 de janeiro de 2015

Aquele sete de setembro..

Naquele sete de setembro,uma tristeza imensa tomou conta do coração e da alma daquele garoto,vamos chamá-lo apenas assim "o garoto" Na semana que antecedeu as festividades daquele sete de setembro,foi feita toda a preparação,ensaios,confecção dos bastonetes com os quais se daria o ritmo. O garoto,todo entusiasmado,participando ativamente,ele era um deste alunos cujos pais não podiam comprara materiais,roupas,brinquedos,mas ele se contentava com pouco,aquela preparação das festividades estavam sendo extasiantes. Os ensaios foram realizados,de forma que nada deveria dar errado para a escola,para as festividades porque para ele nada garantia isso. Ele era um dos garotos mais pobre da classe,recebia de uma tal caixa escolar seus materiais bem minguados,ele via as pastas de seus colegas cheias de materiais bonitos,cadernos,lápis,canetas,mas ele não podia ter. No dia sete de setembro,ele chegou na hora combinada para que todos chegassem, esperaram chegar o momento de se formarem em fila para iniciar então o tal desfile. Qual não foi a surpresa do garoto por estar sem a camisa do uniforme,foi impedido de desfilar,ele não entendia porque não poderia,era apenas uma camisa. Passou o desfile inteiro á sua frente enquanto suas lágrimas desciam,foram algumas horas,uma,duas,ele não sabe dizer,mas parecia eternidade,vendo aquele desfile sem poder estar participando. Ele nem sequer se lembra se assistiu até o fim,ele via cara toda feliz dos colegas desfilando e sentia vontade de estar também ali. Passou o tempo dias meses,o garoto saiu da escola ainda na quarta série,pois já havia perdido tempo demais para chegar até ali. O garoto que nunca havia sido reprovado no entanto estava com quatorze anos e na quarta serie concluída claro,havia sido promovido á quinta,poderia fazer o ginasial,mas já era meio velho. Este atraso escolar se deu pelo fato de que morava na área rural até aos onze anos e sempre antes dos exames finais seu pai mudava de lugar,fazenda,escola e não se conseguia concluir o ano escolar. Por seu trauma do sete de setembro,por se sentir envergonhado naquela idade no meio dos pequenos e talvez o sonho do primeiro emprego,lá se vai o garoto,sai da escola e procura trabalho. O tempo passou novamente,agora os anos,décadas,o garoto,voltou a estudar,mas nunca mais esqueceu daquele sete de setembro. Celio Rheis

Mineirinho e a Malouqueirinha

Mineirinho era um garoto,deste chegado de Minas Gerais,apesar de já haver vários anos ele ainda mantem seu tipo caipira,autentico mineiro,daqueles que falam uai sem preocupação,come tutú, pão de queijo com prazer. Mas mineirinho vive na capital paulista anos setenta,quando em seu bairro ainda existem muitos terrenos baldios,onde se pode brincar de bola,pião bolinhas,soltar pipas. È em um destes espaços que mineirinho está brincando com alguns amigos perto de sua casa,duas ou três ruas abaixo há uma favela iniciante ainda, diferente das favelas que existem hoje. Ainda são formadas pela quase maioria de pessoas,que realmente não tem onde morar,pagar aluguel?Nesta época era coisa rara apenas para quem podia,comprar terreno e construir era até um tanto quanto fácil,lá pelos cafundós. Mas voltando ao mineirinho e sua trupe,estão ali jogando bolinhas,como eram vários alguns jogavam bolinhas outros conversavam,porque neste tempo já era assim cada brinquedo em seu tempo. Tempo de pião,de bolinhas,de pipas,etc...não me lembro de outros brinquedos com tempos determinados exceto os que surgiam e sumiam como bate bag.ioiô e outros. Eis que passa uma menina,e mineirinho brinca com ela,ela corresponde a brincadeira muito educadamente de ambas as partes. Grita um dos infantes: _Olha o mineirinho,até as malouqueirinhas da favela ele conhece.Mineirinho fica sem jeito,sem saber o que fazer pois o cara é seu amigo,mas amenina é sua prima. Ele apenas diz: _É minha prima seu "jacu".(no mineirês é o mesmo que idiota),eis que o irmão da menina estava no meio da turma,portanto primo de mineirinho,mas este apenas foi bravo tirar satisfação com o moleque. Este depois de se desculpar,junto ao mineirinho e seu primo,continuou brincando normalmente,com a turma. Mas o irmão da "malouqueirinha"portanto malouquerinho também,nunca mais esqueceu aquela cena,muito provavelmente o mineirinho tenha a esquecido,pois ele não foi magoado,marcado,discriminado. O garoto de certa forma também não tinha culpa,pois ele apenas reproduzia o que ele ouvia,era assim,é assim,muita gente que não vive na favela,tem mania de chamar a quem ali mora de malouqueiro sem saber que malouqueiro é o verdadeiro brasileiro,o índio que vivem os poucos que restam em maloca. Maloca tão somente é um grande barracão coberto de palha ou capim onde se vive coletivamente,tenho certeza que aqueles a quem se tentou agredir com este termo hoje amaria a ideia de ser realmente índios,viver na selva livre até deste idiotas preconceituosos. Diga mineirinho ao seu amigo,que sua prima não é mais "malouqueira",vive em casa própria,paga impostos como ele,ela progrediu graças exclusivamente ao seu trabalho. Seu irmão também saiu da condição de favelado há muito tempo,não que isso denigra a imagem de alguém,o que denigre a imagem é a falta de caráter,ombridade,honestidade e isso existe muito mais nas mansões e palacetes do que dentro dos barracos da favela. Celio Rheis

Te procurava no céu

Te procurava no céu em meio á constelação,mas te encontrei bem perto aqui mesmo no chão. Minha estrela radiante rainha de raro brilho,coração cheio de amor que com a prole compartilho. És minha doce energia meu encantado viver,me faz ser a cada dia mais apaixonado por voce. Sua força de mulher,seu encanto de menina,só vem tornar gostosa minha vida minha sina. Não sei ver o universo já não contemplaria o infinito,sem o brilho de seus olhos e este sorriso tão bonito. Não peça meu silencio nem me impeça de gritar,aos quatro cantos do mundo que vou sempre te amar. Muitas vezes falamos o que não se deve falar outras vezes silenciamos sem que devêssemos calar,mas quem ama se comunica simplesmente pelo olhar,no ato pele com pele,no suave se tocar. Somos como as estrelas que se entrelaçam radiando,elas se enlaçam no brilho nós nos enlaçamos amando. Não me prenda com atos nem me expulse com palavra vãs,faça o amor de hoje perdurar no amanhã,mesmo que nem tudo seja flor,como aquela da romã. Te procurava no céu.. Celio rheis