Chat da Rádio Municipalista Brasil

terça-feira, 16 de junho de 2015

Talvez eu não acorde amanhã...

Talvez meus olhos carnais não consigam ver o alvorecer. Os meus sentidos olfatais não sintam mais o cheiro da flor. Mas onde eu estiver em meu etéreo estado de ser. Estarei te admirando de emanando amor. Talvez eu não possa mais amanhã dizer eu te amo aos seus ouvidos. Não consiga sentir ao tatear ou calor e delicadeza de sua pele linda. Mas absolutamente estarei vendo as cenas em que te faço perder os sentidos. Estarei como o seu perfume em meu corpo e sentirei todo seu amor ainda. Talvez as estrelas dancem para anunciar meu regresso ao firmamento,ao minha casa sideral. O sol aumente seu brilho em homenagem a este humilde filho dos céus. Mas o próprio infinito estará testemunhando nosso amor eterno,amor transcendental. As nuvens com o suave colorido alvo emplumado,me fará lembrar de seus doces beijos de mel. Talvez eu realmente não mais exista neste planeta amanhã,mês que vem ou próximo ano. Mas tu será testemunha do amor que sempre habitou meu coração. Minhas obras ficaram assinadas com sangue,lágrimas e suor dizendo se fiz ou não jus á alcunha Poeta do Amor. Celio Rheis

Nenhum comentário: