Chat da Rádio Municipalista Brasil

sexta-feira, 10 de junho de 2011

A flor do campo

Hoje minha estrela brilhou e iluminou uma flor do campo,tão linda que há muito eu não via.
Mas no contexto da imagem eu não consigo descobrir quem iluminava quem,enquanto a estrela iluminava a flor,a flor refletia seus raios com cores mágicas tanto que tudo a sua volta reluzia.
Eu ficava ali parado, ali extasiado com tanta fantazia,vendo aquele sorriso imaginando o paraiso,na verdade eu via o paraiso,através da luz daqueles olhos que mais pareciam portais com uma inscrição"aqui existe amor"e na verdade existe mesmo ali eu sei que tem amor para dar,amor para amar,amor para transformar.
As palavras parecem mágicas em alguns momentos podendo traduzir sentimentos,noutras horas são pequenos fragmentos diante de tanto que se sente no momento,que a tradução só se dá com os olhos nos olhos,de coração para coração.
Mas enfim,obrigado meu deus pela maravilhosa visão que me proporcionaste hoje,como que uma injeção de vida.
Parece que já não sou mais o poeta que um dia ousava acreditar ser, pois já não consigo deixar emanar em palavras tudo que se borbulham em minha mente,ou será loucura tudo que passa agora na minha frente como um filme,com cenas das poesias adolescentes e ingenuas,do poeta que pensava agradar ou da musa que nem sabia que era a inspiração,será tudo isso ilusão?ou é um revigorar do coração gritando que ainda vive e sente muita emoção?sei lá,apenas sei que vi,senti,relembrei,amei.

Celio Rheis

Nenhum comentário: