Chat da Rádio Municipalista Brasil

Rádio Municipalista Brasil

sábado, 12 de novembro de 2011

A musa e o poeta

Vinte e quatro horas de amor..sem medo e sem pudor,integração completa entre a muza e o poeta e o amor se fazia.
Foi assim nosso encontro,nossa primeira vez e assim nos conhecemos,nos entregamos nos jogamos inteiros, em tudo que fizemos.
Fomos felizes,sorrimos.brincamos, como duas crianças,para mim o amor nascia,nascia esperança,um eterno trocar de energia,de emoção e magia,com indescritivel pujança.
Era um mar de prazer,uma explosão de tesão,com a hipnose nos olhos,o imenso vibrar de corpos,uma eterna paixão.Ah! meu Deus será que mereço tanto?Agora fico num canto,morrendo de saudades,logo eu que tanto sonhei,ate na verdade plasmei a nossa felicidade?Minha alma agora pede,não abre mão não cede,do enlace coma alma dela.
Será meu Deus pecado,infração,crime ou coisa assim?me imaginar casado,saciar meu coração ter aquele amor só para mim?
Desde aquelas ultimas horas,em que te deixei vim embora,sonho com nosso retorno,meu coração dói,meu corpo pega fogo,se indenceia,não esfria,nem fica sequer morno.
Voce lembra,acredito,com certeza deve lembrar,que depois do fogo acesso,aqui não é fácil apagar,quando temperatura sobe,gira em torno do orbe,ai ai ai,,para baixar.
Esta é nossa historia,minha bruxinha predileta,a linda historia da musa e o poeta.

4 comentários:

MARES disse...

''Nosso Amor''
Nosso amor é mar em furia
Que se acalma de repente...
Como a brisa de outono
Envolve e fascina a gente...
Enfim...o nosso amor é assim:
Um viajante no tempo
Que mescla,adoravelmente,
o passado e o futuro
Em nosso eterno presente!

MARES disse...

"Certeza...?"

Esta chama audaz que arde meu peito que me atordoa me agita
em meu leito.
Em longos delirios de dor,uma
dor saborosa que conduz a loucura
que acalma,acalenta,entorpece
me leva ao amor.
Que são estas ondas? tão incoerentes de sons é desejos
tão envolventes de tantos
sabores ardentes.
Será os sentidos me enganando?
Ou os soms me enbalando.
Eu choro,eu grito,eu clamo não sei mais como dizer te amo.
O retorno novamente esperado tudo se inicia a chama do desejo arde,incendeia, não acalma so sacia de momento no beijo do amado.
A explosão de loucos sentimentos, desejos,loucura e tensão mesclado de uma louca paixão.
O que sinto por ti e algo enebriante que so se acalma
quando adormeço,das dores não mais padeço.
Em repouso encantado em seu peito de amante.
Sonho ou realidade? crime ou
infração? não importa sou sua sem razão,casada ou não eu so ouço a voz do coração.
Eis a resposta :
E o sim, da sua bruxiha predileta, a linda história da musa e do poeta.

patuska disse...

Hum.... desnecessario dizer o qto a poesia tem tomado forma e vida....São tantos sentimentos, espalhados numa explosão de emoções....enfim rendidos aos limites de simples palavras, mas, com tamanha intensidade, q as torna sempre vivas e presentes...
Parabens!!!!
Adoravel...

Rebeca disse...

Muito boa.Interessante.A musa é realmente inspiradora hum?
Parabéns!