Chat da Rádio Municipalista Brasil

Rádio Municipalista Brasil

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Alem do horizonte..

Alem do horizonte da mente,fronteira do real e virtual,fui encontrar alguem tão surreal,alguem que pintei no quadro da imaginação,por quem perdi a cabeça e enlouqueci de paixão e agora como desenganar meu coração?
Como me convencer de que apenas sonhei ou mesmo imaginei,o que vi, senti, toquei, amei,era fantasia,me enganei?O que fazer se mesmo assim me apaixonei?Eh! vida bandida,como errei.
O sonho acabou coloquei os pés no chão,virou fumaça tudo aquilo,todo amor,toda paixão?E os sonhos,planos eram tudo ilusão?Não,não vou chorar não.
Alem deste horizonte,por trás dos montes deve haver alguem,que me queira bem,que precise de alguem tambem,que saiba sorrir e chorar sem medo de amar,a quem eu possa meu amor entregar.
Vou prosseguir,sonhando procurando amando, mesmo sem ter a quem amar,o amor é meu,um dia encontro alguem que queira compartilhar.
Alem do horizonte da mente,parecia um mundo reluzente,onde eu poderia amar livremente,me soltar,como uma criança sorridente,mundo feliz,de amor,amor somente.
Mas a realidade nua, crua e cruel,quis transformar em inferno,o que eu pensei ser céu,acredita?Tive ate lua de mel,que brincadeira,tudo foi jogado ao léu.

Celio Rheis 02/12/2011-19:14

Um comentário:

Tereza Mercia disse...

Lindo e isto acontece.