Chat da Rádio Municipalista Brasil

Rádio Municipalista Brasil

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Anja

Eu queria poder escrever bem no alto,no espaço que meu dia só se inicia,quando recebo seu abraço.
Queria dizer ao mundo,que nem ao menos um segundo esqueço o brilho de seu olhar. Se não sinto seu beijo,não interessa nada que vejo,nem o sol,nem o mar.
Quero te falar ao ouvido,que tudo que tenho sentido quando penso em você,ao passar dos longos dias só me faz com alegria,criar mil e uma fantasias para a noite acontecer.
Esse sentimento,tão vibrante aqui dentro,cresce a cada momento desde que te conheci.
Seu cuidado,seu carinho,me faz sentir um passarinho,um alegre Bem-te-ví.
Ou será um canarinho de canto suave e encantador,porque canta com amor,na magia de seu ninho? Pode ser,importante é que eu a amo..
Te amo anja amada,tu serás sempre adorada, nesta e em todas as estadas de outras moradas.
Sei que tenho descuidado,e nem sequer merecido,seu amor desapegado,amor tão engrandecido,dificilmente encontrado por este mundo perdido.
Estou retomando a vida um tanto quanto esquecida,sem a atenção merecida,mas que descobri ainda em tempo de a ver tão linda.
Sejamos felizes querida.

Não olhes para trás. Não interessa mais os percalços a nós colocados. Me dê a mão com ternura,vivamos juntos a aventura de amar e ser amado.
Ah Anja ! Abra suas lindas asas,retorne a nossa casa. Ela e o cão te esperam. O cão de raça que parece uma fera de caça,que chamas de nenêm..
Ah! Tem aquela vira-latas,pronta para te dar as patas e também dizer te quero bem.


Celio Rheis

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Desilusão

Hoje te vi na praia..andando pela calçada,sua linda imagem me lembrava uma fada,seria fada do amor?ou simplesmente uma fada?sei lá,mas meu coração ficou em disparada.
Parecia que eu não ia aguentar,de tanta emoção,mas voce passou sem sequer me dar atenção,oh!pobre coração,aguente essa,coração!
Era dia ainda quando os raios de sol refletiam em sua pele,que coisa linda ,lembrava uma sereia deitada na areia.
Eu ia mais uma vez arriscar e declarar o meu amor,quando chegou um cara te passando bronzeador,que desolação,constatei ai minha desilusão.
Só me restou o mar,com suas ondas a balançar,como que me a sussurar...vá.. não... adianta chorar,e agora?pegar os meus cacos e ir embora,quem sabe outra hora,outro alguem,possa um dia me querer bem.
È sempre assim,uma flor morre e vira adubo para outras no jardim,com o amor deve ser assim,alguem vai,para outro chegar,quando alguem partir,é porque outro está por vir.

Celio Rheis

domingo, 19 de junho de 2011

Obrigado amigo

Amigo...obrigado amigo,por ter sorrido comigo,por ter elogiado minha poesia,compartilhado minha alegria e repetido que gostava de ser meu amigo.
Obrigado amigo,por trabalhar lado a lado,naquele trabalho pesado,mas juntos tivemos o peso aliviado.
Obrigado amigo,pelas horas juntos no bar..sorrindo a bebericar..falando de mulher,futebol e arte,é assim em toda parte.
Obrigado amigo, por me visitar,em hora de lazer,animar minhas horas de ócio,ou de descanso,enfim horas de prazer.
Obrigado amigo,pelo ombro emprestado,quando meus olhos marejados,do choro de sofrimento,pela dureza da vida ou por desilusão.
Obrigado amigo,por ter me mostrado o horizonte,quando eu não via nem mesmo uma ponte,para minha estrada da vida.
Obrigado,por ter transformado meu estreito caminho,cheio de tristezas e espinhos em um abela estrada florida.
Obrigado, pela palavra forte que me desejava sorte,a cada novo projeto,obrigado por quando eu ter precisado,ter então me abrigado,me fornecendo um teto.
Ah! obrigado pela sua existência, que com toda benevolência me ajudou a viver,pela sua sensibilidade,com amor e amizade,me ensinou a vida compreender.
Enfim,obrigado amigo,apenas por ser meu amigo.

Célio Rheis

sábado, 18 de junho de 2011

Céu

Céu..o que és tú? Oh céu...
Este azul que nos cobre como véu? Ou algo subjetivo..ao léu?
È realmente..o paraiso? Ou isso é coisa de quem não tem juizo? Um lugar onde se pode viver mil belezuras ou isso é um monte de loucuras?
És um lugar em um ponto do infinito onde voam anjos doces com trajes bonitos, ou será fantasia tudo isto?
Mas eu lí algo assim,lá no grande livro está escrito,foi profeta quem disse,e agora? Acredito ou não acredito?
Tanta coisa falam de ti nesta terra,por ti ate já fizeram guerras, erigiram torres, construíram castelos, reis desfilaram em cortejos dos mais belos!!
Homens que se dizem grandes,humilham e subjulgam o seus,pousam com arrogancia se julgando Deus.
E os pequenos? Minorias? Buscam em ti a salvação,o socorro, a libertação,basta pedir? Ou é necessário alguma ação?
Céu, paraíso,eu também sou pequeno e de certa forma agonizo,me socorra,antes que eu perca o juízo, é de sua ajuda que realmente preciso.

Célio Rheis

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Nossas vogais do amor.

A...amo,como amo.Por ti....choro...seu nome eu chamo.
E...esqueço do tempo quando relembro,nossos momentos,coração cheio de sentimentos.
I...inesquecível amor,,sem vergonha e sem pudor,vibrando com furor,esse foi nosso amor.
O...ouro é a classificação de nossa emoção..explosão de fogos na pele..enchendo de amor o coração!!
U...uma história....uma memória ....uma vida..dividida..vida vivida e nunca mais esquecida,para sempre eternecida,enfim assim foi e sempre serão nossas vidas.
Estas nossas vogais...letras de um tempo tão voraz...ou será sagaz...ah! tanto faz,estas são vogais.

Celio Rheis

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Meu primeiro amor

Meu primeiro amor...terá sido amor?ou apenas ilusão?meu pequeno coração vivia uma explosão de sentimento e emoçao.
Tanto tempo passou,a lembrança ficou,do tanto que amou aquele menino,tão pequenino,um pedaço de gente,era felicidade na flor da idade,daquele adolescente.
Como era possivel,num tempo tão distante,os pequenos amantes,foram separados,por pais ignorantes,sem alma pensante.
Mas a vida seguiu,sem muita cor,tentativas de amor,muito se feriu,o menino cresceu,evoluiu,mas seu amor primeiro nunca mais ele viu.
Pensando um dia,ter fantasia,quase se perdeu,por muita ironia,quase destruiu,quem a vida lhe deu,
ah! mas o menino agora,homem feito chora,de arrependimento,pede perdão ao seu coração e promete curar todo ferimento.
Descobriu o sugeito,que o amor em seu peito,tem a dona ao lado,nunca mais vai buscar,amores distantes em cavalos alados.
A tecnologia,é muito bonita,é maravilhosa,mas causa desdita,se não nos precavemos,sempre sofremos uma dor infinita.
O primeiro amor..na vida de um homem é sempre marcante,mas pode ter certeza,que o ultimo amor,absolutamente é mais importante

Celio Rheis

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Hoje eu acordei

Hoje eu acordei,acordei de um sono letárgico onde eu apenas sonhava,sonhava que sonhava em grupo,um grupo tão imenso e coeso que tornaria o sonho em realidade,como disse o grande pensador.
Ao acordar senti uma angustia tão grande por descobrir que não mais sonhavam comigo,aqueles que me ensinaram a sonhar,já haviam acordado muito tempo atrás ou nunca sonharam como eu sonhei,apenas inventaram a tal utopia para me envolver na referida letargia.
Engraçado..ainda ressoam em meus ouvidos,frases como:A religião é o ópio do povo!!
vamos tomar o poder!!Vamos transformar a sociedade!!Abaixo a ditadura!!Viva o proletariado:Viva a liberdade. E os heróis?hai que endureser-se,pero sin perder la ternura jamás...ainda haverá o dia em que nosso silencio será mais forte que as vozes que hoje nos calam...sou um combatente provisório de uma causa quase que infinita no homem,tenho como bandeira senão o sonho perfeito a melhor utopia possivel.
Tudo isso terá sido fruto de minha imaginação?(sonho)engraçado parece que foi ontem que ouvi tudo isso no entanto a história diz que se passaram décadas,séculos,milênios?
È companheiros de sonho,que pena que não eram realmente companheiros e me deixaram dormir,sonhar e acordar sozinho me deixaram perder o trem,ou será que o trem nunca passou?A verdade é que a coisa continua a mesma,não adiantou senor Che Guevara,não adiantou camarada Lênin,não adiantou companheiro Lamarca,não adiantou heróis de primeiro de maio,voces foram sacrificados em vão.
Aqueles que tomaram o poder com outra arma(o voto)ou mesmo aqueles que bravamente voces legaram o poder pelas armas mortíferas,esqueceram porque se lutava,passaram para o outro lado,lembra voce que foi preso por subversão?e foi colocado em cela juntos com bandidos?e voces os ensinaram a se organizar?que erro fatal,se pensavam criar ali uma arma contra o poder constituido,constituiram ali um poder mais forte ainda que veio fortalecer o que já havia.
E a massa?continua sendo manobrada com promessa agora de solução para as enchentes...engraçado não?a seca ainda existe,mas surgiram outros argumentos poderosos para iludir o eleitor,as enchentes,terremotos,furacões,apagões,deficit da revidencia e etc...
Sindicatos?só de patrões...industriais..comerciantes..até de bandidos,parece piada não?mas é verdade criminosos agora são sindicalizados com advogados e tudo.
Estranho,eu me sinto como se tivesse desembarcado de uma astronave onde me entorpeciam com substancias como:a luta continua,sem medo de ser feliz,Lulalá.
Sabe eu vou é cantar. lálálálálálá quem sabe assim eu durma e não mais consiga acordar.

Celio Rheis

São Paulo

Quero falar de São Paulo,de um modo bem divertido,não falo de Paulo de Tarso,o apóstolo convertido,mas sim da grande metrópole,universo colorido.
Oh! minha cidade linda,cheia de contrastes mil,és tú oh! minha São Paulo,o coração do Brasil,não falo de geografia,ou de localização,mas de vida, de sangue pulsando,no vai e vem de um povo em eterna construção.
È muito emocionante,ver o metrô,o trem,os ônibus transportando,pessoas no vai e vem,uns indo trabalhar,outros para escola mesmo que vão a nada e volta para nada tambem.
Sabe minha cidade,por décadas me acolheu,mas ó hoje a distancia seu valor me a pareceu,te vendo na telinha,chamada televisão,nas cenas de novelas,como dói meu coração.
Sinto imensa saudade,ao lembra-te tão distante,minha infancia,adolescencia,pedaços de vida marcantes,foi ai óh! grande metrópole,que vivi emocionante.
Tão dinamica a vida é,neste pedaço de mundo,cantinho do universo,que não esqueço um só segundo,ai vi vilas nascerem,favelas se modernizarem,vi muita gente morrer,vi pessoas regogizarem.
Assistiu a nascimentos de minhas filhas queridas,és tú grande São Paulo responsável por estas vidas.
São poucas as palavras para traduzir minha emoção,por te digo apenas,te amo de coração,falar de ti,é dificel,pois ha tanto o que falar,livro é muito pouco, para poder te retratar,me resumo desta forma,que para sempre vou te amar.

CelioRheis

terça-feira, 14 de junho de 2011

Minha história

Minha historia..escrita na tragetória,com sangue,lágrimas e suor,mas tambem com alegrias,momentos intensos de carinho e amor.
Não cresci tanto,talvez,mas aprendi muito com certeza,mesmo compartilhando meu tempo entre alegrias e tristezas.
Conduzi minha vida,percorrendo por caminhos,recolhendo as rosas, mesmo ferindo nos espinhos,tropeçando nos degraus das escadas longas e pesadas,tombando por muitas vezes á beira da estrada.
Mas sigo com muita fé,aprendendo espalhar amor,pois esta é a lei, do nosso criador,sou ainda pequeno,fraco,um eterno aprendiz,buscando chegar o dia em possa ser feliz.
Muitas mãos me empurraram tentando me derrubar,mas tantas outras se estenderam e conseguiram me segurar,muitas trevas surgiram,tentando a luz ofuscar,mas quando o amor se impõe,faz a luz voltar a brilhar.
Tive muitos acertos,mas errei muito pela vida,amei pessoas erradas e feri gente querida,há tempo acredito para poder reparar,os danos causados,antes do portal da vida eu precise atravessar.
Vou assim levando minha bandeira,atravessando os invernos,com a caneta na mão e a história no caderno.

Celio Rheis

domingo, 12 de junho de 2011

Minha Namorada

Minha namorada... Minha amada...
Quanto gostaria de te presentear com uma lua prateada,ou uma estrela dourada,mas sou pequeno demais para tal façanha.
Como sou apenas um homem que te ama,homem que te admira,um poeta que em ti se inspira,é só meu coração que hoje ganha.
Relembremos nossa estrada,lado a lado percorrida,com dores por vezes sentidas,mas com alegria também,com cenas íntimas de amor,coisas que marcam para sempre,esse coração trovador.
A luta do dia a dia ,cheia de harmonia,causando inveja aos vizinhos,quando viam nossos chamegos,nossas cenas amorosas com demonstração de carinhos.
Venha,seja a luz da minha vida,ilumine a estrada florida,com seus raios fulgurantes,continuemos sendo sempre tudo que ate hoje fomos,amados e amantes.
Não te preocupes com as energias de baixa dimensão,podem fazer barulho,por ter ferido o orgulho ou dor de coração,mas somos luz, energia do bem,não podem nos ferir,nem tirar-nos a emoção.
Lembra da história? Do cavaleiro e a donzela?
Lá na longínqua história,vive hoje na memória,a luta com dragões,soldados e centuriões,para chegar perto de ti.
Nos reencontramos agora,nesta vida do presente,eu de ti vivo carente,mas em retribuição,tome aqui em minha mão pulsante e ainda quente o meu vibrante coração.

Celio Rheis

sexta-feira, 10 de junho de 2011

A flor do campo

Hoje minha estrela brilhou e iluminou uma flor do campo,tão linda que há muito eu não via.
Mas no contexto da imagem eu não consigo descobrir quem iluminava quem,enquanto a estrela iluminava a flor,a flor refletia seus raios com cores mágicas tanto que tudo a sua volta reluzia.
Eu ficava ali parado, ali extasiado com tanta fantazia,vendo aquele sorriso imaginando o paraiso,na verdade eu via o paraiso,através da luz daqueles olhos que mais pareciam portais com uma inscrição"aqui existe amor"e na verdade existe mesmo ali eu sei que tem amor para dar,amor para amar,amor para transformar.
As palavras parecem mágicas em alguns momentos podendo traduzir sentimentos,noutras horas são pequenos fragmentos diante de tanto que se sente no momento,que a tradução só se dá com os olhos nos olhos,de coração para coração.
Mas enfim,obrigado meu deus pela maravilhosa visão que me proporcionaste hoje,como que uma injeção de vida.
Parece que já não sou mais o poeta que um dia ousava acreditar ser, pois já não consigo deixar emanar em palavras tudo que se borbulham em minha mente,ou será loucura tudo que passa agora na minha frente como um filme,com cenas das poesias adolescentes e ingenuas,do poeta que pensava agradar ou da musa que nem sabia que era a inspiração,será tudo isso ilusão?ou é um revigorar do coração gritando que ainda vive e sente muita emoção?sei lá,apenas sei que vi,senti,relembrei,amei.

Celio Rheis

quinta-feira, 9 de junho de 2011

A visão

A visão que tive essa noite...parecia sonho...mas estava acordado..neste sonho alguem me dizia,que o mundo havia mudado.
As pessoas agora se amavam..as guerras haviam acabado,havia-se descoberto uma bomba..de amor e emoção..ela explodia sempre, bem dentro do coração.
Até eu tive a alegria,de experimentar essa maravilha,coisa linda de sentir..parecia uma armadilha..na qual todos queriam cair.
Tinha um feito radial e reagia em cadeia,como um fogo gostoso,que não queima mas incendeia,inflamava tudo a sua volta,uma paixão coletiva,todo mundo se amava,numa verdadeira harmonia,todos gritavam,viva,viva!!
Descobrimos assim a forma de viver bem,um amando outro,como irmão e amigo,não se abre espaço,para criar inimigo,dessa formar se acabam,ódio,inveja,rancor,sendo todo mundo atingido pela bomba do amor.
Armas?ninguem mais precisava,nem sequer conhecia,só se queria sentir,prazer,emoção,alegria,me entreguei a essa visão,por longos e lindos segundos,esqueci por um momento,que ainda não existe este mundo.
Utopia?Sonho maluco?Ou será tudo isso possivel?Quem não sonha um dia ser feliz de verdade,mas no mundo que vivemos existe felicidade? Eu sei que sonhar é bom,mas é preciso acordar..a realidade é triste,mas não é proibido sonhar,vamos sonhar coisas boas para alegrar alma,relaxar o coração,equilibrar nossa mente,para a vida suavizar e quando fizermos a passagem,quem sabe este mundo lindo encontrar.

Celio Rheis

O mundo precisa de homens de coragem

É o mundo precisa homens de coragem:
Coragem de assumir que é humano e sente dor
Coragem de dizer que chora e sente amor
Coragem de dizer que tem medo e muitas vezes gostaria de ter um colo de mãe.
Coragem de se abrir e dizer "eu te amo"
Coragem de sentir fraco e pedir ajuda.
Coragemde erguer os olhos e rezar em público,porém sem estardalhaços,apenas falar com Deus.
Coragem de falar eu votei em sicrano,mesmo que tenha elegido um crápula,pois todo mundo erra.
Coragem de na eleição seguinte assumir que errou e procurar votar certo.
Coragem de professar sua religião independente de qual seja
Coragem de proteger uma criança,a natureza,o idoso e a tdos que puder.
Coragem de gritar quando precisar,mas de calar quando for mais sensato.
Coragem de amar sem se sentir ou ter medo de parecer ridículo
Coragem de estender a mão e dizer levanta meu irmão.
Coragem tambem de se admitir corajoso sem menosprezar o próximo
Coragem tambem de ser forte sem humilhar os mais fracos.
Coragem tambem de apesar de estar usando uma couraça de guerra, apresenar uma flor ao invés de uma arma
Enfim o mundo precisa de homens e nao de máquinas

quarta-feira, 8 de junho de 2011

O universo precisa de ti..

È o universo precisa de ti, oh ilustre doutor das leis,juiz,advogado,promotor..
O universo precisa de ti, oh ilustre governante,presidente,senador,governador,deputado,prefeito e vereador.
O universo precisa de ti, oh empresario,grande empreendedor,pequeno empresario,trabalhador
autônomo.
O univeso precisa de ti, oh estudante, que se prepara para comandar o mundo.
O universo precisa de ti, oh dona de casa,mãe zelosa que educa seus filhos para um mundo melhor.
O universo precisa de ti, oh pai,que trabalha para a construção de vidas melhores em sua familia e na sociedade.
O universo precisa de ti,oh humilde cidadão,que vive ás margens sociais,morando em favelas,embaixo de pontes ou viadutos,marquizes e ainda assim mantem a fé em uma vida melhor,a fé em Deus criador deste universo e tudo que nele existe.
O universo precisa de ti, oh criança sorridente,oh jovem alegre e sonhador.
O universo precisa de todos esses seres aqui citados concentrados em um só pensamento,o pensamento do bem,do amor e da fraternidade,pois assim energizamos o planeta de um colorido tão forte e iluminado,e não haverá mais espaço para injustiças,para maldades como assassinatos, estupros,exploração de crianças e mulheres,de trabalhadores indefesos.
Não haverá espaço para consumo,venda e distribuição de drogas,armas guerras e toda maldade existente neste mundo que foi criado maravilhoso.
Responda ao chamado universal,com alegria,harmonia e poesia.

Celio Rheis

Oh! Terra Madre Querida

Oh!Terra madre querida...alem,muito alem do mar, guarda um amor especial,por quem vivo a sonhar.
Es testenha ocular de uma amor,tão real,algo tão forte que supera a distancia,Oh! querido Portugal,eu vivendo deste lado sob o céu azul de anil,aguardo ansiosa o momento,em que este amor febril,se consagre eternamente ai ou aqui no Brasil
Sei que grande é a distancia,entre terra e mar..tantos passos a percorrer tanta água a navegar,mas o céu nos proporciona,a maravilhosa grandeza e podemos ambos olhar toda noite a mesma beleza.
Será que aquela estrela,que sempre me ilumina,é a mesma que ai os olhos dele fascina?É grande a mágica que acontece,quando penso na imagem sua,será que em alguns momentos olhamos a mesma lua?
Saio a rua imagino da terra a curvatura..quão linda é a viagem que faço nesta aventura,saio andando a esmo,sem mesmo no mar me deter..caminho sobres águas revoltas..sem medo..sem perecer.
Na sem saber a direção,das terras luzitanas,continuo sobre as ondas minha caminhada insana,ate quem enfim acordo sem a alegria de chegar,mas com a bela sensação de contigo sonhar.
Haverá o momento eu sei,que viveremos felizes,quando olharemos todas as formas e matizes,mas por enquanto,vivamos nossa história de amor,com ternura,carinho,mesmo a distancia com fervor,nos acariciando com a briza,nos beijando com o vento,nos querendo em alma,nos amando em pensamento.

Quando tudo acaba

Quando tudo acaba..precisamos ter consciencia e inteligencia.,para perceber quando tudo acaba.
não ficar dando margem a provocação,coisas de email,telefonemas ou mesmo mensagens de pessoa sem noção,cheia de rancor no coração
Precisamos guardar,tudo de bonito em nossa memoria,deixando vivos os momentos da nossa história.
Onde existiu amor,jamais pode haver ódio ou ressentimento,devem ficar apenas boas lembranças,como se tivesse sido um sonho divino e o eternizássemos em pensamentos.
Enquanto não limpar o coração,não abrirá espaço para uma outra paixão,viverá como que aprisionado a algo já totalmente acabado.
É necessário deixar cair máscaras e disfarces..tirar as dissimulações da face,abrir o peito mostrar a excencia humana,seja homem ou mulher.
Só com a verdade na frente é possivel conquistar com certeza tudo o que quizer,ter a doçura da criança,a curiosidade de uma dolescente,mas a sensatês de um adulto,para poder seguir em frente.
Nada tem um fim,tudo é uma metamorfose constante,não perdemos nunca um amor,apenas mudamos de amante.
Sabemos dificel se entender..tal pensamento ou filosofia,mas parando para pensar saberemos que a vida,é cheia de momentos de tristeza e tambem de alegria.
Queime as mágoas,as iras,,que por possa guardar e verá seu coração de alegrar.

Celio Rheis

domingo, 5 de junho de 2011

Tive medo de voce

Tive medo de voce..do que éramos no momento e do que poderiamos ser,medo daquelas palavras que dissemos com emoção,num momento de delirio,arrepios e tesão.
Tive medo do silencio,selado em sua boca,seus olhos revirando,respirando ofegante,com uma expressão de louca.
Ah! como tive vontade de ir muito, muito alem,esquecer todos os medos e me entregar tambem,aceitar o convite,de flutuar no espaço,dominado pelo amor,protegido em seus braços.
Mas minha razão foi mais forte,me mostrou a realidade,só a mim caberia ali, total responsabilidade.
Cairia sobre meus ombros o peso do ato impensado,te tirando da vida menina,transformando-a em mulher,mas pensei no ditado,dois não brigam,se um não quer.
Sabe,não que eu não quizesse,não sentisse nada por ti,só Deus sabe o a força que fiz, para parar tudo ali,me senti passando sêde,com a boca numa fonte,ou mesmo passando fome tendo um banquete defronte.
Tanto tempo se passou,mas lembro de seu olhar,ora olho entreaberto,como que pensasse sonhar,ora perdia o controle e o deixava arregalar,uma menina ainda,mas parecia um vulcão,com um imenso mar de lava,em tamanha ebulição.
Hoje olhando para trás,lembro como um sonho,sendo um tão lindo tema da poesia ou poema que agora eu componho.
Penso que fui privilegiado,por ter sentido os gemidos e sabor de seu suor,mas fui iluminado,para conseguir ter escapado,daquela armadilha de amor.

sábado, 4 de junho de 2011

Etapas da vida

Vida... Quantas vidas.existem em uma vida?
Teremos a vida que há,vida que haverá e tambem vida havida? Ou será tudo etapas de apenas uma vida?
Temos a vida de criança...
De aprendizado e esperança,embalados protegidos,pelas mãos progenitoras. Mãos que mostram o caminho com amor e muito carinho,sempre uma mão protetora.
Temos a vida adolescente,vida fluorescente,cheia de ações pungentes,de amores inocentes e sonhos incandescentes ou mesmo atitudes indecentes,afinal somos adolescentes.
Temos a vida adulta,madura porém mais culta,onde já conhecemos a minuta ou sinópse de uma luta,ou inicio da história, já adquirimos as tralhas,as armas para batalha,onde a vida se embaralha,mas sem perdermos a calma ,nos jogando de corpo e alma,obtemos vitória.
Nesta etapa da vida,já inciamos a colheita,frutos maduros ou estragados,tudo conforme plantado,podendo ter néctar ou veneno,belas noites de amantes em camas aconchegantes,ou dormidas no sereno.
Mais ainda há tempo,para rever nossos atos,podemos mudar o rumo da vida ainda em curso,podemos nos tornar pacatos,com amor e humanidade,espalhar serenidade,amenizando o percurso.
Temos uma quarta etapa,onde chamam de terceira ou melhor idade,este termo na verdade,para mim é questionável,pois nesta etapa da vida,só terá felicidade,quem plantou ou recebeu por bondade,necessita pelo menos ter chegado saudável.
Agora é hora real, de fazer retrospectiva,analizar com frieza,com as cartas sobre mesa,julgar nossa vida pregressa,muita coisa que fizemos se quizermos ainda podemos,reparar sem muita pressa.
Mais muita coisa,infelizmente,não podemos reparar,devemos ter humildade,de chorar ou nos perdoar,para ao fazer a passagem em nosso ombro não pesar.
Serão estas etapas da vida? Ou vidas em uma vida?...

Celio Rheis

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Tudo passou

Tudo passou...não parecia que passaria,mas passou,foi um vendaval,um furacão que assolou meu coração,me tirando a concentração.
Era fantasia..sonhar com alegria..onde não havia harmonia,apenas ilusão,ilusão de criança,adulto sem infancia,um pouco de ignorancia.
Foram se desfazendo,aquelas visões poéticas..por situações patéticas..intrigas,brigas,fofocas,coisinhas bobocas.
Passou,aquele turbilhão de sonhos,planos,que se perderiam com os anos,amor, paixão,coisa de pele ou coração,enfim passou,como tudo passa na vida.
Parece que foi ontem,que as palavras feriam,em mensagens felinas,tentando marcar espaço,demarcar território,esquecendo que o abraço..era real e não transitório.
Obrigado,por seu tempo de dominadora,de afeto e de carinho,mas a professora nunca me deixa sozinho,me ensina os primeiros passos e me mostra o caminho.
Retornei ao ponto de partida,de onde nunca deveria ter saido,vou retomar agora minha vida com quem me ama de verdade e nunca mereceu que eu tivesse traido.
Passou suave como a briza,que me bate no rosto e minha dor suaviza,que balanca meus cabelos atende meus apelos.. passou.

Celio Rheis

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Estrela da manhã

Estrela da manhã,que com seus raios de luz me acorda e seduz,me torna seu fã.
Pela minha janela,se mostra tão bela,me acariciando,quase me amando,me faz pensar nela.
Oh! lindo astro,no infinto que todos chamam de céu,vem se mostra sem véu,me ilumina,me inspira.
Me lava a alma com sua luminosidade,me inunda de felicidade,fazendo esquecer ate a saudade,antes que minha cabeça pira.
Vá bela amiga do espaço,brilha em todos os regaços,aqueça os corações,dos pobres seres desta terra,que estão sempre pensando em guerra,semsequer olhar para cima.
Vem oh!linda menina ou mulher,me absorve inteiro com sua energia,seja pivô de minha alegria,me alimente a fantasia.
Vem..me mostra a estrada na direçção de minha amada,do seu amor...de seu carinho,me ilumina o caminho,pra chegar de vagarinho e cair naquele colo.
Me deixa ver a silhueta,brincar de fazer caretas,amar..ser amado deitado no solo.
oh! estrela da manhã

Celio Rheis

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Palavras

Palavras...palavras,não podem ser apenas,de letras combinação,precisam expressar o que vem do coração,não podemos usar palavras,tão sómente por usar..palavras têem poder e as devemos interpretar.
Palavras..ditas ao vento..sem pensamento ou sentido,podem machucar os olhos ou ferir os ouvidos,palavras constroem,mas tambem podem destruir,não devemos falar o que não podemos sentir.
Quando estamos tristes,nos sentindo sozinhos,não queremos nada alem, de uma palavra de carinho,uma palavra de ânimo,que nos ajude a levantar,uma palavra amiga que venha nos alegrar.
Muitas vezes,falamos sem pensar ou sem rever,causamos estrago impossivel de prever,só depois de tudo perdido,vamos então arrepender.
Tanta palavra linda..podem sair do coração,palavras de amor,ditas com emoção,palavras de incentivo,de paz e adoração.
É pela palavra..que se faz uma oração..tambem é pela palavra que se elabora um discurso,com ela se fala de paixão ou mata um a amor em curso.
Enfim ..palavras são palavras que descrevem fantasias, mas tambem podem ser veiculos que transportam energias

Celio Rheis

My dream

My dream
Today I woke up .. I awoke from a lethargic, who dreamed of a magical dream, full of intense stories.
This dream, he dreamed awake, dreaming accompanied by immense crowds, dreaming of equality, freedom, brotherhood, in short a life worthy of humanity.
Came bright, leading his men, fearless forward, we heard phrases beautiful, very well thought out, echoing into infinity, heralding the dawn.
Heroes of May 1, killing themselves at work, the struggle of everyday life, dreaming of utopia, despite having lost the fight, to give his life in a sentence uttered in this way they talk.
There will still be days, it is with joy that our silence is now sealed, will be stronger than the voices now silenced us.
And you, Oh! Latin great friend who cured men, women and children, in their revolution, with a shrewd property, repeated with joy, they toughen up hay, sin ever have to lose it tenderly.
Worth it? Senor Che, will be worth wladimir mate, have given their lives for a people who did not learn to smile? The culprits are here.
Secured the legacy of your blood and sweat, freedom unencumbered by swords raised in the name of an unclean power, imposing a life without pain and people towards the world.
Every struggle waged every conquest achieved ... ... .. and now kicked their lives will be valid ..?
Others took the flag waved the story, if funtion rescuers, said heal the pain, relive all the flowers, or paint all the colors, but they were just rumors.
And the people? Still in misery, from ancient Greece, Socrates and Plato attempted revolution ... but oh! damn hemlock, has claimed the benefactor, who spoke only of love in his short life.
Until when? Man should be so cruel? Why not make this sliver of sunshine on a piece of heaven?

Mi sueño

Mi sueño
Hoy me desperté .. me despertó de un letargo, que soñaba con un sueño mágico, lleno de historias intensas.
Este sueño, soñaba despierto, soñando acompañados por una multitud inmensa, el sueño de la igualdad, la libertad, la fraternidad, en definitiva una vida digna de la humanidad.
Vino brillante, al frente de sus hombres, hacia adelante sin miedo, hemos escuchado frases hermosas, muy bien pensado, haciendo eco en el infinito, anunciando el amanecer.
Héroes del 1 de mayo, matando a sí mismos en el trabajo, la lucha de la vida cotidiana, soñando con la utopía, a pesar de haber perdido la pelea, para dar su vida en una frase pronunciada en esta forma de hablar.
Todavía habrá días, es con alegría que nuestro silencio es ahora cerrado, será más fuerte que las voces que ahora nos silenciados.
Y tú, ¡Oh! Gran amigo de América que curó a hombres, mujeres y niños, en su revolución, con una propiedad astuto, repitió con alegría, se hacen más resistentes a heno, el pecado nunca hay que perder la ternura.
Vale la pena? señor Che, será compañero de Wladimir vale la pena, han dado su vida por un pueblo que no aprendió a sonreír? Los culpables están aquí.
Aseguró el legado de la sangre y el sudor, la libertad sin el estorbo de las espadas en alto en nombre de un poder inmundo, la imposición de una vida sin dolor y la gente hacia el mundo.
Cada lucha de cada conquista lograda ... ... .. y ahora comenzó su vida será válida ..?
Otros tomaron la bandera ondeó la historia, si los rescatistas funtion, dijo que curar el dolor, revivir todas las flores, o pintar todos los colores, pero eran sólo rumores.
Y el pueblo? Aún en la miseria, de la antigua Grecia, Sócrates y Platón intentó la revolución ... pero ¡oh! cicuta maldita, ha afirmado el benefactor, que sólo hablaba del amor en su corta vida.
Hasta cuando el hombre? debe ser tan cruel? ¿Por qué no hacer de este trozo de sol en un pedazo de cielo?