Chat da Rádio Municipalista Brasil

segunda-feira, 5 de março de 2012

Aprendendo a escrever

Por esta vida bendita,sempre vivo da escrita,das palavras ocultas ou daquelas que são ditas,vivo eternamente como um astuto aprendiz,tentando no apredizado evoluir e ser feliz.
Escrevo livros, poesias,ousando ser escritor,não sei dar lições de grafia,porem sei falar de amor,desde á lingua-pátria amada,venho aprendendo o lirismo,para poder ser um dia,excelente em romantismo.
A tecnica da liguistica,ortografia, sintaxe,semantica, morfologia...são lições que ainda aprendo, escrevendo livros ou poesias,mas já sei amar,falar de amor,de encanto e magia.
A linguagem é a ferramenta,do escritor ou poeta,por isso a necessidade de usar de forma correta, porém errar é humano,faz parte da evolução e perdoa quem o lê,tambem com o coração.
Vamos seguindo assim?Eu serei sempre seu poeta e voce a musa para mim?Deixe me te ver e admirar,em seus olhos me inspirar,imaginar seu corpo no espaço flutuar,para que sempre a poesia, flua sem forçar.
Voce que esta lendo agora,sabe que é para voce,estas poucas palavras que me dispuz a escrever, embora muitos se identificarão ao minha poesia ler.

Celio Rheis-05/03/2012-13:45

2 comentários:

rita campanholi disse...

muito bacana adorei bjs no seu core

Sua Musa disse...

Palavras sempre ficarão eternamente guardadas dentro do coração.
Pode o tempo passar e a vida nos separar,mas o amor que um dia foi sempre existira.
Isso e bem verdade sempre serei sua musa e você sempre será meu poeta,ficara na eternidade.
Mas de mim não precisa mais es agora um grande poeta,encantara multidões pela vida afora arrebatára muitos corações.
Serei muito em breve apenas mais uma de suas recordações.
Mas sempre se lembrará dos olhos que um dia viu,mas não quis olhar,da boca que sentiu mas não ousou tocar,do cheiro que se perdeu no ar.